DCIM100MEDIADJI_0080.JPG

Novelis e Ball promovem a reciclagem no bloco Galo da Madrugada

Empresas realizam ação de reaproveitamento de materiais nas cidades de Recife e São Paulo

Tradicional em Recife (PE) e com estreia este ano em São Paulo (SP), o Galo da Madrugada, famoso bloco carnavalesco, contará com uma ação de reciclagem nos dias 22 e 25 de fevereiro, respectivamente. Trata-se de uma iniciativa das empresas Novelis e Ball, executada pelo projeto “Do meu lixo cuido eu” em parceria com cooperativas locais. O trabalho vai incentivar ainda a escolha da latinha de alumínio durante a folia. Além de ser segura para os foliões, a embalagem é campeã de reciclagem no Brasil.

Devem participar do evento cerca de 400 catadores de resíduos. Na festa, serão distribuídas sacolas recicláveis e os foliões serão orientados sobre a importância da reciclagem. Após a coleta, os resíduos serão levados para ecopontos próximos aos blocos, onde serão separados, tratados e encaminhados à destinação correta.

Eunice Lima, diretora de Comunicação e Relações Governamentais da Novelis, ressalta que além de ser essencial para a preservação do meio ambiente e ser uma atividade relevante para a economia, a reciclagem é uma ferramenta de inclusão social.

“Educar e conscientizar a população é o primeiro passo para um futuro mais sustentável.”

Estevão Braga, head de Sustentabilidade Ball América do Sul, diz que espera um resultado positivo para o meio ambiente.

“A latinha já é embalagem mais reciclada do Brasil. Nada mais justo que a gente consiga suportar as outras cadeias no mesmo desafio de reduzir impactos.”

Os foliões poderão acompanhar a quantidade de material coletado durante a realização do bloco por meio do Painel da Reciclagem, que será instalado nas duas cidades. Também será possível conferir os números no site www.porumcarnavalsustentavel.com.br.

Água em lata
Além da ação de reciclagem, em parceria com a Ambev,  serão distribuídas cerca de 10 mil unidades da água em lata AMA durante a edição de bloco em São Paulo — 100% do lucro da marca é destinado para levar água potável a quem não tem. Promotores divididos em quatro pontos fixos serão os responsáveis pela iniciativa. A água em lata é uma novidade no mercado brasileiro e contribui para a redução do uso de plástico. 

Histórico de sustentabilidade na folia
No ano passado, o projeto “Do meu lixo cuido eu” deixou um legado para a cidade do Rio de Janeiro: foram coletadas para a reciclagem mais de 30 toneladas de resíduos durante os ensaios técnicos e desfiles oficiais na Marquês de Sapucaí. Calcula-se que, com a reciclagem desses materiais, foram poupados cerca de 148 MWh de energia, o suficiente para abastecer mais de duas mil residências populares durante um mês.

 

Crédito da imagem de abertura: Divulgação Galo da Madrugada

Veja também:

Por que o alumínio é fundamental no combate ao novo coronavírus?

Com a chegada do novo coronavírus, causador da Covid-19, o Brasil entrou em estado de alerta. Os governos estaduais instituíram a quarentena para segurar o pico da pandemia, permitindo apenas a manutenção dos serviços considerados essenciais. Porém, dentro desse contexto, a indústria do alumínio também não pode parar. Para garantir segurança jurídica e abastecimento à

Coronavírus sobrevivem menos tempo em superfícies de alumínio?

Com o avanço da pandemia da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2), muitas pessoas receberam por mensagem de WhatsApp ou viram nas redes sociais informações de uma pesquisa que mostra quanto tempo o vírus resiste em determinadas estruturas, dentre elas, as de alumínio. Para evitar qualquer desinformação em um momento tão crítico, fomos atrás

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
Menu