truck-in-rehabilitated-area-huntly-australia-131

Ibram afirma que produção mineral cresceu 11% em 2019

Metodologia usada pelo instituto é diferente da utilizada pelo IBGE

No mesmo dia em que o IBGE divulgou que a indústria extrativa apresentou queda de 9,7% em 2019, sendo determinante para recuo de 1,1% no desempenho da produção industrial brasileira, o Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram) apresentou outros resultados: segundo o órgão, a produção mineral, excluindo os segmentos de óleo e gás, cresceu 11% em 2019 (em dólares).

A metodologia usada pelo Ibram, conhecida como Produção Mineral Brasileira (PMB), é diferente da utilizada pelo IBGE. A PMB leva em conta a média do volume de produção dos bens minerais produzidos no Brasil, preços praticados no mercado nacional e internacional, e também o comércio exterior do setor de mineração.

Dessa forma, pelos cálculos do Ibram, o crescimento de 11% em 2019 reflete o resultado de US$ 38 bilhões ante US$ 34 bilhões do ano anterior.

O Ibram destaca que reconhece a maneira de mensuração do IBGE como significativa para acompanhar o mercado interno brasileiro. No entanto, como o setor de mineração é considerado insumo para toda cadeia industrial brasileira e o produto final só é contado uma única vez nessa metodologia, optou por desenvolver aferição própria, mais aderente ao segmento que representa.

LEIA TAMBÉM: 
Especial Mineração de Bauxita: como é feita a extração e qual a importância da atividade para o Brasil
ABAL integra grupo que vai instalar Conselho Setorial da Mineração

Veja também:

Hydro figura entre as 100 empresas inovadoras no uso de TI

A Hydro foi classificada entre As 100+ inovadoras no uso de TI 2019, na categoria Siderurgia, Metalurgia e Mineração. O estudo, realizado pelo Grupo IT Mídia em parceria com a PwC, seleciona e premia os projetos que melhor combinam processo e prática na utilização da tecnologia em benefício da inovação. “O reconhecimento de uma indicação

MRN comemora 10 anos do programa de pesquisa de primatas na Amazônia

No dia da Amazônia, celebrado em 5 de setembro, a Mineração Rio do Norte (MRN) comemorou os resultados do Programa de Monitoramento de Primatas, iniciado há 10 anos, para acompanhar o comportamento das espécies de macacos presentes na Floresta Nacional Saracá-Taquera, no Oeste do Pará, diante da presença de atividades humanas. Fabiano de Melo, biólogo

Conheça o processo e as vantagens da extrusão do alumínio

Por ser extensa, a cadeia produtiva do alumínio conta com alguns elos pouco conhecidos pela sociedade, apesar de o produto final estar presente no dia a dia das pessoas. Um deles é o segmento de extrusão, que disponibiliza perfis metálicos para vários setores, e envolve um processo que traz benefícios tanto para o mercado quanto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
Menu