WhatsApp Image 2021-11-23 at 13.57.30

Com planos de investir mais R$ 3,5 bilhões no Brasil, Novelis inaugura expansão em Pindamonhangaba (SP)

Companhia trabalha com ciclos de investimento de três anos para atender a demanda por alumínio no país

Nesta terça-feira, 23 de novembro, a Novelis realizou a cerimônia oficial de inauguração da expansão de sua fábrica em Pindamonhangaba (SP) – considerada o maior complexo de laminação e reciclagem de alumínio da América do Sul.

Com investimento de R$ 750 milhões, a fábrica passa a contar com capacidade total de 680 mil toneladas de produção de chapas e 490 mil toneladas de reciclagem por ano — 100 mil toneladas a mais em cada área.

Apesar de a nova infraestrutura já estar em operação desde agosto deste ano, a companhia considerou este o momento mais oportuno para promover o evento presencial, por conta da pandemia da Covid-19. Além dos executivos da empresa, marcaram presença autoridades, clientes, fornecedores, parceiros e jornalistas.

O escopo do projeto, que teve início em novembro de 2018, incluiu melhorias na reciclagem, refusão, preparação de placas, laminação a quente, laminação a frio, acabamento e logística. A expansão acrescenta uma área construída de 21 mil metros quadrados, totalizando 220 mil metros quadrados de área construída. Beneficia, principalmente, os setores de latas de bebidas e de especialidades (transporte, utensílios de cozinha, construção civil etc.).

“Sempre tomamos a decisão de investir olhando três anos para frente e é uma premissa ter capacidade para atender além do mercado de embalagens. Em 2018 vimos o consumo de latas crescendo fortemente, clientes anunciando novas plantas, e resolvemos expandir”, afirmou Francisco Pires, presidente da Novelis na América do Sul.

Como parte deste projeto, em 2020, foi inaugurado o terminal ferroviário responsável por transportar 25% das cargas. Elas são destinadas ao Porto de Santos (SP) e, de lá, são enviadas via cabotagem para o Norte e Nordeste do país.

“Todo nosso modelo de negócio é baseado em economia circular. Investimos em aumentar a capacidade de produção de laminados de alumínio e também a nossa capacidade para reciclar. Não adianta apenas crescer em termos de volume de produção e vendas. Afinal, se tiver mais latinha sendo consumida, haverá também mais unidades do produto para serem reaproveitadas”, defendeu Pires.

Durante a fase de construção, a obra gerou cerca de 2.500 postos de trabalho, em sua maioria preenchidos por profissionais da região. A partir da expansão, a fábrica agrega novos 90 profissionais, entre funcionários da Novelis e de empresas parceiras.

O Brasil é hoje um dos líderes mundiais de reciclagem de latas de alumínio, com índice de 97,4%. E é aqui, neste complexo industrial, que parte da mágica acontece. Cerca de 20 bilhões de latinhas são recicladas anualmente nesta unidade”, comemora Pires.

Janaina Donas, presidente-executiva da Associação Brasileira do Alumínio (ABAL), esteve no evento e lembrou o empenho de toda cadeia produtiva para o sucesso da reciclagem de alumínio no país.

“Uma das maiores vantagens competitivas da indústria do alumínio no Brasil é a integração da cadeia produtiva, de ponta a ponta, até o mercado consumidor. A expansão da fábrica da Novelis, especialmente neste momento, é uma representação do potencial de geração de valor econômico e social para o país e para a sociedade. É importante que possamos aproveitar esses momentos para fortalecer também a colaboração em toda a cadeia de valor, incluindo os consumidores, catadores, recicladores e a sociedade em geral”, reforçou a dirigente.

André França, secretário de Qualidade Ambiental do Ministério do Meio Ambiente, ressaltou o orgulho do governo federal com o alto índice brasileiro de reciclagem de latas.

“Acompanhamos o movimento e continuamos a trabalhar com o setor do alumínio para que o país permaneça como referência para o mundo em reciclagem, criação de empregos verdes, preservação dos recursos naturais, redução na emissão de gases, eficiência energética e na diminuição do descarte inadequado de resíduos que causam poluição ambiental”, afirmou

Novo investimento
Francisco Pires corroborou em seu pronunciamento a revelação feita em agosto deste ano de que a empresa fará um novo ciclo de investimentos, agora de R$ 3,5 bilhões, no país.

“Entendemos que o consumo de alumínio para latas continuará crescendo no Brasil e, por isso, levaremos, no ano que vem, um novo projeto de expansão para o nosso acionista na Índia. A partir de sua aprovação, ele levará três anos para ser concluído — ou seja, deve ficar pronto em 2025”, prevê.

O objetivo é de que a nova expansão seja no estado de São Paulo, pelo fato da região ter mão de obra e matéria-prima disponíveis, além da proximidade geográfica com clientes. Mas o executivo cobrou do prefeito de Pindamonhangaba — caso queira que o investimento fique na cidade — uma solução para a Contribuição para Custeio do Serviço de Iluminação Pública (CIP).

“A CIP distorce a competitividade da indústria e vai na contramão da vocação do município, que congrega o maior polo metalúrgico do estado de São Paulo”, enfatizou Pires.

Na visão do executivo, o novo projeto da Novelis abre novas oportunidades de crescimento e desenvolvimento na região. Atualmente, a companhia possui uma receita líquida de R$ 10 bilhões que se traduz em impostos, empregos e renda. Isso a consolida como uma das maiores indústrias do Brasil.

O prefeito de Pindamonhangaba, Isael Domingues, se mostrou solidário ao pedido. Reforçou, ainda, a importância da Novelis seguir investindo na cidade, que é a capital nacional da reciclagem de alumínio.

“Reconhecemos que a CIP é danosa à nossa economia. Outras empresas que aqui se instalaram também se mostraram desconfortáveis com a cobrança. O atual governo trabalha para minimizar os danos e agora, com os vereadores aqui presentes, assumimos o compromisso de trabalhar essa questão”, prometeu o mandatário.

Gustavo Junqueira, presidente da Agência Paulista de Promoção de Investimentos e Competitividade (InvestSP) — o órgão prestou apoio à recém-concluída expansão da Novelis — fez coro com o prefeito e ressaltou a importância dos setores privado e público trabalharem alinhados.

“Vamos atuar junto com o prefeito para que o novo investimento da Novelis seja feito em Pindamonhangaba”, afirmou.

Francisco Pires, presidente da Novelis na América do Sul, projeta que o consumo de alumínio para latas continuará crescendo no Brasil (Fotos: Felipe Ferreira)

Veja também:

Tekno Kroma recebe Troféu Transparência 2021

A Tekno Kroma, empresa que atua no mercado de revestimento de metais por meio do sistema de pintura coil coating, conquistou, pela 1ª vez, o Troféu Transparência 2021, concedido anualmente pela Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac) em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras (Fipecafi). “É o reconhecimento

Rolar para cima