IMG_6521

Workshop com parceria da Alubar discute ética e integridade nas organizações

Empresa destacou a sua experiência no tema em evento realizado pela Redes, em Belém (PA)

Com o objetivo de apresentar as vantagens e fomentar o investimento em programas de compliance dentro das empresas, a Redes – Inovação e Sustentabilidade Econômica, iniciativa da Federação das Indústrias do Pará (Fiepa), em parceria com a Alubar, realizou o workshop “Simplificando o Compliance”, em Belém (PA).

Na ocasião, André Cruz, gerente de Compliance da Alubar, falou sobre a experiência da empresa na introdução de uma cultura organizacional cada vez mais pautada na ética e integridade. O início do programa de compliance se deu em 2015 e, dois anos depois, a Alubar foi reconhecida com o Selo de Integridade do Pró-Ética, concedido pelo Ministério da Transparência e Controladoria Geral da União (CGU).

O programa é um diferencial junto aos clientes, pois representa mais garantias nas transações, explica Cruz.

“Sua efetividade garante transparência e credibilidade na hora de desenvolver qualquer relação de negócios, sob a real intenção de que, ao final, o processo seja bom e justo para ambas as partes.”

Marcel Souza, gestor da Redes, destacou que cada vez mais as mantenedoras da iniciativa vêm desenvolvendo ações em direção a ambientes corporativos éticos e transparentes.

“Empresas como a Alubar têm incentivado colaboradores, parceiros e fornecedores a adotar políticas e ações necessárias para criar um ambiente íntegro”, afirmou. “Por isso, criamos esses momentos para desmitificar a temática”, complementou.

Na opinião do gerente da Alubar, como agentes propagadores de boas práticas, as empresas têm o dever de fomentar, no âmbito corporativo e social, a transparência em qualquer relação interpessoal.

“Seja qual for o tamanho do empreendimento, as ações de integridade podem ser objeto de realização e mudança de cultura”, declarou.

Crédito da imagem de abertura: divulgação

Veja também:

Parceria com startups é estratégica para o setor do alumínio

Investir na Indústria 4.0 tem sido um dos grandes desafios atuais. Uma sondagem realizada pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) aponta queda de 7% no número de empresas que estão desenvolvendo ações com esse objetivo, no período entre 2017 e 2019. Neste contexto, apenas 8% de um total de 295 startups

Empresas da Hydro promovem evento sobre gestão de resíduos sólidos

O primeiro Fórum de Resíduos Sólidos Urbanos e Educação Ambiental foi realizado na cidade de Barcarena, no Pará. A iniciativa foi promovida pelo Programa Sustentar Barcarena, fruto da parceria entre a Alunorte, Albras e a prefeitura de Barcarena. O objetivo do Fórum foi promover as iniciativas positivas na gestão de resíduos sólidos urbanos no município.

ABAL planeja apresentar ao governo estudo sobre a competitividade do setor do alumínio

Em entrevista ao Valor Econômico publicada nesta segunda feita (20), Milton Rego, presidente-executivo da Associação Brasileira de Alumínio (ABAL), revelou que a entidade encomendou um estudo à Fundação Getúlio Vargas (FGV) para mostrar como a indústria nacional do alumínio é exposta no mercado mundial. O presidente-executivo destaca a intenção da entidade em apresentar o levantamento

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
Menu