SSUCv3H4sIAAAAAAAEAH1Sy27DIBC8V+o/WJyDaoyN7R7bU6VK/YCoBx6Lg+KYCnCqKMq/F+y44lD1xs7sLjMD18eHokCCeyPRc3FNVazNOM4+OB6MnSJc7u44KBOsM3xMYMJuC4N84GH24NOKOyR5gCH2ruB9frtnv9bFRixknIgUepnNqMw0+Kd3PqkTd0ePdlmbn0Vq+5iDstahjbnt/tn5NqnkJwn/Y9WrnSI5y8Xt77718LlZ5wNM8rIYzIw7GIGvxvdbRj0TggDgptIS1y0FLDqmMZPQd3WrVUWbTQWSuiVlByXuoFaxWRDMpQasG8ZUWRPKKV0krTrQ8TuAO+U5n40Cm9V8VsZmkZ+t5GMaoJnsL2dkjDgbs+EALn++mJc9ZcBkw2ITrdqRiu+bSkJJR2jHGClZXTeUVWj7E1Yejcq1rt/kYCLlLhluVNrEWi1J0wPuSiFwHdfhvmoZrqARhGvStgpiFrcfdKA8IrMCAAA=

CBA fornece 70 t de alumínio para estruturas fotovoltaicas ao Ilumina Pantanal

Leve e versátil, o metal é fácil de transportar, resistente e 100% reciclável

A Companhia Brasileira de Alumínio (CBA) concluiu a entrega de 70 t de metal para estruturas de sustentação de painéis fotovoltaicos, desenvolvidos pela Omexom, do Grupo Vinci Energies, para atender o projeto Ilumina Pantanal.

Trata-se de uma iniciativa do Grupo Energisa, Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, Ministério de Minas e Energia e a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para a geração de energia limpa e renovável para comunidades isoladas do Pantanal sul-mato-grossense.

O sistema fotovoltaico, a ser instalado até abril de 2022, irá beneficiar cerca de 5 mil habitantes que vivem em sete municípios distribuídos em uma área total de mais de 90 mil km2, contribuindo para o desenvolvimento socioeconômico da região.

“Foram investidos R$ 10 milhões em cinco anos de pesquisa e desenvolvimento para chegar à solução mais robusta e tecnologia economicamente viável para vencer o desafio logístico da implementação e manutenção de um projeto como esse no bioma — maior planície alagada do mundo e Reserva da Biosfera Mundial e reconhecido pela Unesco”, conta Héber Henrique Selvo, gerente do Ilumina Pantanal na Energisa.

Os benefícios do uso do alumínio nesse tipo de aplicação são inúmeros. Leve e versátil, é facilmente transportado, além de ser resistente e reciclável.

Atualmente, a CBA oferece produtos para diversos projetos de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica. No segmento fotovoltaico, atua no fornecimento de frames de alumínio para módulos e soluções para estruturas utilizadas na geração centralizada e geração distribuída.

“Além de inovador e de baixo impacto ambiental, o projeto permitirá que as famílias possam ter acesso a itens básicos, como alimento refrigerado, iluminação, especialmente em escolas, e maior qualidade de vida”, comemora Fernando Varella, diretor do Negócio Transformados da CBA.

Veja também:

Daniel Marrocos Camposilvan assume diretoria de Energia da CBA

O Conselho de Administração da Companhia Brasileira de Alumínio (CBA) aprovou a indicação de Daniel Marrocos Camposilvan para o cargo de diretor do Negócio Energia. O profissional assume o posto a partir de 1° de fevereiro de 2022. A empresa tinha comunicado, em outubro de 2021, a decisão de gerir internamente a operação de suas

Alubar oferta vagas de emprego na área de Gestão de Pessoas

A Alubar, fabricante de cabos elétricos e vergalhões de alumínio, iniciou o processo seletivo para preencher duas vagas de analista de Recursos Humanos Pleno para o escritório global, localizado em São Paulo. Uma delas com foco em Recrutamento e Seleção (R&S) e outra em Desenvolvimento Humano e Organizacional (DHO). Para participar, os interessados devem ter

Hydro investe R$ 1,3 bilhão na troca de combustível da Alunorte

A multinacional Hydro vai promover a troca de óleo combustível pesado por gás natural na refinaria Alunorte, em Barcarena (PA), a partir do primeiro trimestre de 2022. Com custo de R$ 1,3 bilhão, o projeto deve entrar em operação em 2023 e reduzir as emissões anuais de CO2 em 700 mil t. A iniciativa é

Rolar para cima