Case da Hydro vence 7ª edição do Prêmio Redes de Desenvolvimento

Empresa foi reconhecida pela qualificação promovida junto ao fornecedor no Pará


6 de setembro de 2019, às 13h19

A Hydro foi premiada pelo melhor case de desenvolvimento de fornecedores na 7ª edição do Prêmio Redes de Desenvolvimento, realizada na última quinta-feira (5/9), por iniciativa da REDES – Inovação e Sustentabilidade Econômica e o Sistema Federação das Indústrias do Estado do Pará (Fiepa).

O projeto vencedor – “Adoção de boas práticas de gestão para otimização de processos e fomento de parcerias locais” – foi inscrito pela empresa Movimento, que atua há 15 anos na locação de máquinas e equipamentos para serviços de terraplenagem, obras civis e operações portuárias para a Hydro, na região de Barcarena (PA).

Desde setembro de 2017, a Hydro iniciou um trabalho que envolveu treinamentos com foco em gestão de pessoas, produtos e processos, aperfeiçoando a atuação da Movimento. “Essas melhorias aplicadas resultaram no aumento de 70% do quadro de funcionários do nosso fornecedor”, comenta o diretor de operações de Bauxita & Alumina da Hydro, Carlos Neves.

Hoje, a Movimento conta com 450 colaboradores e tem 80% das suas operações voltadas à Hydro. “Quando iniciamos esse trabalho, não imaginávamos o quanto ele seria intenso e agregador às nossas atividades. Otimizamos toda a nossa operação, após identificarmos os gargalos, sobretudo na área de manutenção, permitindo que tivéssemos maior disponibilidade de máquinas e equipamentos a todos os nossos clientes”, explica o gerente da empresa, Marinaldo Correia.

Outras premiações
A Hydro também ficou em segundo lugar na categoria Absolutus (montante de compras no Pará), e entre os três finalistas na categoria profissional de compras do ano. “Essas premiações mostram o sério compromisso da Hydro com o desenvolvimento da indústria, das comunidades e da economia do nosso Estado. Fornecedores mais qualificados fomentarão maiores mercados com indústrias de diversos segmentos. E, consequentemente, gerarão mais riquezas e mais empregos no Pará”, explica Neves.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *