DCIM100MEDIADJI_0165.JPG

Alubar fornece cabos para linhas de distribuição de energia em Minas Gerais

Com os novos cabos com liga de alumínio, Cemig aumentará em 40% a capacidade da rede existente

Para aumentar a capacidade de condução de eletricidade de três linhas de distribuição em operação nas cidades mineiras de Belo Horizonte, Juiz de Fora e Varginha, a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) adquiriu, por meio de pregão eletrônico, 192 km do cabo ACFR Alubar.

O produto será produzido pela fábrica da Alubar em Barcarena (PA), com entrega prevista para meados de 2020. Segundo a empresa, esta foi apenas a terceira venda deste tipo de condutor no Brasil e a de maior volume até então.

O cabo ACFR Alubar é um condutor formado por um núcleo de fibra de carbono, revestido por fios de liga de alumínio termorresistente com perfil trapezoidal, cujo nome técnico em inglês é Aluminum Conductor Fiber Reinforced/Trapezoidal Wire (ACFR/TW).

Na prática, isto significa que o cabo é mais leve e conduz mais energia, com o mesmo diâmetro dos convencionais com núcleo de aço (CAA). Com a troca nas linhas, a Cemig aumentará em 40% a capacidade de transmissão de energia elétrica da rede existente – mas, de acordo com a Alubar, os cabos ACFR Alubar têm capacidade para aumentar essa transmissão em até 80%, o que permite à Cemig conduzir ainda mais energia no futuro, sem a necessidade de substituir ou construir novas torres e sistemas.

Sidnei Ueda, engenheiro especialista da Alubar, explica que há várias outras linhas no Brasil nas mesmas condições e precisarão passar por uma repotenciação, tendência que deve aumentar gradativamente ano a ano, a partir de 2020.

“A necessidade de trocar os cabos das linhas velhas e a maior demanda por energia devem coincidir com uma procura maior pelo ACFR Alubar”, afirma.

Para se preparar e atender a mais esta demanda de mercado, a empresa realizou em 2018 obras de expansão que aumentaram em 80% a capacidade produtiva na fábrica de Barcarena, além de investir em contratação e desenvolvimento de pessoas, e na aquisição de novas unidades.

Veja também:

ABAL participa de carta aberta pedindo urgência na aprovação de PL do gás natural

Federações e associações representativas de diferentes setores industriais e do setor elétrico, entre elas a Associação Brasileira do Alumínio ( ABAL), lançaram uma carta aberta ao Congresso Nacional pedindo urgência na aprovação do Projeto de Lei do Gás (PL 6407/2013). No documento, as entidades afirmam que a indústria do gás natural e dos produtos associados

Alubar Montenegro aumenta capacidade produtiva em 133%

A Alubar iniciou a instalação de três máquinas na fábrica localizada no município de Montenegro, Região Metropolitana de Porto Alegre. O objetivo é aumentar a capacidade de produção de cabos elétricos de alumínio na planta. A obra deve ser concluída ainda em junho. Os equipamentos envolvem uma linha de trefilação 15 passos, utilizada para transformar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
Menu