O Endomarketing como aliado contra a crise

A crise política e econômica que enfrentamos atualmente traz transtornos e dificuldades às empresas e, consequente, desestímulo aos colaboradores. Em uma situação como esta, reforçar os laços e mostrar a importância de cada funcionário, contribui para melhorar o clima interno e gerar confiança e motivação. Conceito antigo que vem se modernizando, o Endomarketing ou Marketing Interno adquiriu maior destaque nos últimos anos, quando o foco no cliente interno foi aumentando.

A indústria do alumínio é uma das muitas afetadas pela crise e com um público interno diversificado necessita de ações efetivas para alcance de suas metas. É preciso entender cada indústria e suas particularidades para traçar um bom plano de Endomarketing, ademais é necessário um trabalho colaborativo entre Recursos Humanos e Marketing; não é fácil atingir do chão de fábrica aos executivos com uma mesma estratégia, portanto analisar se uma ação na Intranet vai chegar ao funcionário que trabalha no processo industrial ou se um benefício extra terá impacto para um executivo, por exemplo, é um desafio e nos obriga a atuar de diferentes maneiras.

Nem sempre é preciso investir grandes quantias para um retorno positivo; uma simples mensagem de “Feliz Aniversário”, muitas vezes, é estimulante e gratificante para o colaborador. O que precisamos entender é que Endomarketing é um investimento que traz benefícios não só internos, mas a clientes, fornecedores e ao público externo em geral, já que o funcionário motivado, reflete ações positivas com quem se relaciona e este é um diferencial que devemos explorar. Por outro lado, o público interno é conhecedor de problemas e soluções que muitas vezes a alta direção desconhece e estar mais próximo dele, pode significar achar alternativas para ajustes que trarão melhores resultados.

Não é porque a empresa é pequena ou não tem uma área voltada ao assunto, que não pratica o Endomarketing; muitas vezes o faz de forma intuitiva. Porém conhecer as necessidades e planejar, traz um melhor aproveitamento destas realizações e permite a mensuração dos resultados, assim como ações complementares, se necessário.

Estamos na era da tecnologia onde velhos métodos se transformaram e é necessário que os profissionais de Marketing e RH estejam familiarizados com isso. Com colaboradores cada vez mais conectados, as empresas devem usar esta inovação a seu favor em todas as frentes; despertar o interesse para as redes sociais da empresa, aplicar pesquisas on-line e divulgar informações importantes na Intranet, por exemplo, são novas maneiras de interagir com este público e deixá-lo envolvido com a empresa.

Nos inspirar em grandes corporações, na concorrência e em casos de sucesso é saudável e gera bons frutos, neste caso. Porém, nunca pense que será mais fácil adaptar uma ação do que planejar uma nova! Trazer a ideia para outro ambiente exige alterações, que devem ser pensadas dentro do novo contexto e levando em consideração as diretrizes da companhia.

Como exercício para o dia a dia, devemos estar sempre atentos às novas formas de realizar o Endomarketing e sempre avaliar a eficácia do que já foi realizado. Os benefícios são perceptíveis e compensadores e levam as empresas a compreenderem melhor seus colaboradores e enxergarem suas principais necessidades. Portanto, planejem, acompanhem e coletem estes ótimos resultados que permitem atravessar períodos difíceis com mais confiança e o apoio destes que são fundamentais para o sucesso das empresas.

Veja também:

Opinião: Reciclar e refletir

A pandemia tem motivado, entre outras mudanças, um novo olhar sobre o nosso papel de consumidor. Muitos cidadãos adquiriram uma percepção mais consciente a respeito dos resíduos domésticos, principalmente os recicláveis. Sabe aquelas embalagens que a gente vai acumulando na área de serviço porque não temos como levar ao local adequado neste momento? Aquela pilha

Opinião: O Brasil não pode ser um eterno exportador de commodites

Ai, esta terra ainda vai cumprir seu idealAinda vai tornar-se um imenso Portugal Adoro Portugal. Mesmo assim, espero que a profecia imaginada no refrão de Fado Tropical, que usei no título, genial composição de Chico Buarque, não se concretize. Explico. Os brasileiros hoje têm todos os motivos para invejar os patrícios. Nas últimas décadas, Portugal floresceu.

Opinião: É hora de união e de ações responsáveis

Escrito por Milton Rego, presidente-executivo da ABAL* Estamos diante de uma crise inédita e desafiadora. Ao mesmo tempo em que a sociedade debate os meios mais eficazes de restringir o contágio do novo coronavírus e assim brecar a evolução da pandemia, a economia nacional e internacional começa a dar sinais preocupantes de paralisação, trazendo incerteza

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
Menu