WhatsApp-Image-2019-09-26-at-20.19.23

Justiça Federal suspende último embargo à área de depósitos da Alunorte

Decisão permite que a refinaria de alumina retome as atividades de instalação e comissionamento do DRS2

A Hydro informou que a Justiça Federal suspendeu ontem, 26 de setembro, o último embargo ao novo depósito de resíduos de bauxita da Alunorte (DRS2) referente a um processo criminal, permitindo que a refinaria de alumina retome as atividades de instalação e comissionamento do DRS2 e encerre um período de 19 meses de restrição às atividades da unidade.

“Esse é um marco para a Alunorte e contribuirá para nossa agenda rumo a uma Hydro mais rentável e sustentável”, diz Hilde Merete Aasheim, presidente e CEO da Hydro. A decisão da justiça na esfera criminal ocorreu após a suspensão, na última sexta-feira, 20, do embargo ao DRS2 na ação civil.

“Estamos felizes e ansiosos por retomar as atividades de instalação e comissionamento no depósito de resíduos de bauxita de última geração DRS2, que é a única solução de longo prazo para operações sustentáveis e robustas da Alunorte”, afirma John Thuestad, vice-presidente executivo da área de Negócios de Bauxita e Alumina.

Os embargos impediram a Alunorte de seguir a transição planejada da antiga área de depósito de resíduos de bauxita (DRS1) para a mais nova área de depósito (DRS2), que começou a ser construída em 2014. A DR2 usa a tecnologia de filtro prensa, que, segundo a empresa, é a mais moderna e sustentável tecnologia para depósitos de resíduos de bauxita: geram um resíduo com 78% de conteúdo sólido, o que permite o empilhamento por compactação, aumentando a segurança e reduzindo significativamente a área necessária para o descarte.

A Hydro lembra que vistorias internas e externas, incluindo inspeções de autoridades, confirmaram que não houve vazamento dos depósitos de resíduo de bauxita da Alunorte durante as fortes chuvas que caíram no Pará em fevereiro de 2018.

Crédito da imagem: Divulgação

Veja também:

Centro Cultural do Alumínio reabre para visitação do público

O Centro Cultural do Alumínio (CCAL), em São Paulo, reabriu segunda-feira (19/10) suas instalações para acesso do público. Por conta da pandemia do novo coronavírus, é necessário agendar a visita por e-mail, pois há limite máximo de pessoas no espaço. Além disso, será necessário observar os protocolos obrigatórios no local, como medição da temperatura, uso

Cadeia do alumínio apoia a diversidade de gênero

Promover a diversidade de gênero talvez seja um dos principais desafios da indústria, que sempre contou com maior presença masculina nas suas operações. No entanto, nos últimos anos, as profundas mudanças da sociedade têm impulsionado esse movimento, que favorece tanto o engajamento entre os colaboradores como o desempenho geral das organizações. Ao comparar o gênero

Programa Igual, da Novelis, tem metas para a contratação de mulheres

A Novelis, companhia voltada à laminação e reciclagem do alumínio, possui o programa Igual, cujo objetivo é atrair talentos, possibilitar oportunidades de desenvolvimento para todos os profissionais e impactar positivamente os grupos historicamente excluídos da nossa sociedade. Atualmente, 28% dos líderes da organização são mulheres. Entre os alvos dessa iniciativa está a contratação, até 2023,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
Menu