WhatsApp-Image-2019-09-26-at-20.19.23

Justiça Federal suspende último embargo à área de depósitos da Alunorte

Decisão permite que a refinaria de alumina retome as atividades de instalação e comissionamento do DRS2

A Hydro informou que a Justiça Federal suspendeu ontem, 26 de setembro, o último embargo ao novo depósito de resíduos de bauxita da Alunorte (DRS2) referente a um processo criminal, permitindo que a refinaria de alumina retome as atividades de instalação e comissionamento do DRS2 e encerre um período de 19 meses de restrição às atividades da unidade.

“Esse é um marco para a Alunorte e contribuirá para nossa agenda rumo a uma Hydro mais rentável e sustentável”, diz Hilde Merete Aasheim, presidente e CEO da Hydro. A decisão da justiça na esfera criminal ocorreu após a suspensão, na última sexta-feira, 20, do embargo ao DRS2 na ação civil.

“Estamos felizes e ansiosos por retomar as atividades de instalação e comissionamento no depósito de resíduos de bauxita de última geração DRS2, que é a única solução de longo prazo para operações sustentáveis e robustas da Alunorte”, afirma John Thuestad, vice-presidente executivo da área de Negócios de Bauxita e Alumina.

Os embargos impediram a Alunorte de seguir a transição planejada da antiga área de depósito de resíduos de bauxita (DRS1) para a mais nova área de depósito (DRS2), que começou a ser construída em 2014. A DR2 usa a tecnologia de filtro prensa, que, segundo a empresa, é a mais moderna e sustentável tecnologia para depósitos de resíduos de bauxita: geram um resíduo com 78% de conteúdo sólido, o que permite o empilhamento por compactação, aumentando a segurança e reduzindo significativamente a área necessária para o descarte.

A Hydro lembra que vistorias internas e externas, incluindo inspeções de autoridades, confirmaram que não houve vazamento dos depósitos de resíduo de bauxita da Alunorte durante as fortes chuvas que caíram no Pará em fevereiro de 2018.

Crédito da imagem: Divulgação

Veja também:

Novelis e Ball promovem a reciclagem no bloco Galo da Madrugada

Tradicional em Recife (PE) e com estreia este ano em São Paulo (SP), o Galo da Madrugada, famoso bloco carnavalesco, contará com uma ação de reciclagem nos dias 22 e 25 de fevereiro, respectivamente. Trata-se de uma iniciativa das empresas Novelis e Ball, executada pelo projeto “Do meu lixo cuido eu” em parceria com cooperativas

Indústria 4.0 traz desafios e oportunidades para o setor do alumínio

Todos os segmentos industriais estão sendo impactados pelo digital. Realidade nos negócios, as novas tecnologias abrem caminhos diversos, desafiadores e ricos em oportunidades. “Trata-se de um processo contínuo de mudança, uma jornada onde cada empresa deve ter a capacidade de avaliar e usufruir o que considera melhor para agregar valor para o negócio”. Essa é

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
Menu