AdobeStock_197427658

Estudo aponta que alumínio pode contribuir com a redução das emissões globais de GEE

Fundação Ellen MacArthur destaca potencial da economia circular neste processo

A indústria do alumínio foi um dos setores analisados pelo artigo Completando a Figura: como a economia circular ajuda a enfrentar as mudanças climáticas, publicado pela fundação britânica Ellen MacArthur, em 2019.

Segundo o documento, a energia renovável e as medidas de eficiência energética têm sido o foco para eliminar 55% das emissões globais de Gases do Efeito Estufa (GEE), mas os 45% restantes são mais difíceis de reduzir — a fim de atingir as metas estabelecidas pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Isso porque o percentual está relacionado ao gerenciamento de terras, produção de edifícios, veículos, eletrônicos, e outros bens de consumo, cuja fabricação de materiais envolve processos de alta temperatura, com emissões na produção e no fim de vida. E é neste contexto que a economia circular pode contribuir de maneira significativa.

Thais Vojvodic, gerente da fundação Ellen MacArthur, explica que, na indústria, a redução das emissões dos setores de alumínio, aço, cimento e plástico pode chegar a 40% – ou 3,7 bilhões de t – em 2050, por meio de estratégias como eliminação de resíduos, reuso de produtos e recirculação de materiais, principalmente na construção e mobilidade.

“Para o alumínio, dado que metade do volume produzido anualmente não chega ao produto final e, em vez disso, se torna resíduo, uma redução desse vazamento seria crucial, além da mistura de diferentes ligas. Do total produzido, isso exigiria um aumento na produção secundária de alumínio em 48%”, acrescenta a executiva.

Acesse aqui, e leia o artigo na íntegra

Veja também:

Vantagens do alumínio: resistência mecânica e à corrosão garante maior durabilidade aos produtos

O alumínio é um dos metais mais consumidos pela indústria moderna. Ao longo dos anos, a produção de novas ligas tem agregado benefícios relacionados à alta resistência mecânica e à corrosão que, somados às demais características do metal, proporcionam durabilidade para as soluções desenvolvidas em setores como transportes, construção e energia, entre outros. E são

Empresas do segmento do alumínio reforçam compromisso com a sociedade e o meio ambiente

A relação entre consumidores, empresas e governos vem se modificando ao longo dos anos. O termo “responsabilidade social” passou a integrar a agenda das companhias no Brasil a partir dos anos 1990, na abertura econômica do País. Em 1992, a Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (Rio-92), realizada no Rio de Janeiro,

Para a Novelis, a mudança na visão da sociedade é positiva e estimula investimentos

A Novelis, companhia que atua na área de laminados e reciclagem de alumínio, empenha-se em mudar e melhorar o ambiente socioambiental contribuindo com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) firmado pela Organização das Nações Unidas (ONU). Alguns valores passaram a fazer parte dos objetivos da própria empresa e definem as prioridades e aspirações para 2030.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima