Metalex-1024x767

CBA inaugura forno sidewell e conclui primeira fase de expansão da Metalex

Produção de tarugos na unidade passa de 75 mil para 90 mil t anuais

Em 2020 a Companhia Brasileira de Alumínio (CBA) anunciou que faria a instalação na Metalex, sua subsidiária para a transformação da sucata de alumínio, de um novo forno sidewell para aumentar a produção de tarugos de 75 mil para 90 mil t por ano na planta em Araçariguama (SP). O equipamento já está em funcionamento.

“O incremento na capacidade de reciclagem de alumínio nos permitirá entregar ao mercado um tarugo ainda mais sustentável. O investimento também vai proporcionar maior proximidade e agilidade nas entregas, assim como fortalecer a geração de valor compartilhado para os nossos clientes e toda a sociedade”, ressalta Alexandre Vianna, diretor do Negócio de Produtos Primários da CBA.  

A segunda etapa da expansão, envolvendo o investimento total de R$ 115 milhões, vai contar com a instalação de uma nova linha de reciclagem. A ação maximizará, a partir de 2023, de 60% até 80% o consumo de sucata no mix de produção dos tarugos, por meio da utilização de sucata de obsolescência.

Quando toda a linha estiver em atividade, a emissão de gases de efeito estufa (GEE) será de 1,4 t CO2e (toneladas de dióxido de carbono equivalente) para cada t de alumínio produzido, transformando a Metalex em referência mundial.  

“A sustentabilidade é uma agenda estratégica global. Por isso, a reciclagem é um caminho que tem se tornado ordem do dia nos países desenvolvidos. Seu maior benefício é a produção com menor impacto ao meio ambiente, devido à baixa geração de GEE. Antecipando a tendência no Brasil e alinhada às práticas sustentáveis da CBA, a Metalex está pronta para atender a demanda do mercado brasileiro, consolidando o seu protagonismo como recicladora de alumínio”, enfatiza Vianna.

Veja também:

Tekno Kroma recebe Troféu Transparência 2021

A Tekno Kroma, empresa que atua no mercado de revestimento de metais por meio do sistema de pintura coil coating, conquistou, pela 1ª vez, o Troféu Transparência 2021, concedido anualmente pela Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac) em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras (Fipecafi). “É o reconhecimento

Rolar para cima