Carnivoria 1

Alumínio: a melhor embalagem para o sabor da sua comida

Food trucks, festivais de churrasco e hamburguerias adotam soluções descartáveis com o metal para servir e manter a qualidade dos alimentos

Quem passa pelo número 991 da Rua Joaquim Távora, no bairro da Vila Mariana, em São Paulo, encontra uma hamburgueria de estilo descolado, abrigada por contêineres e com um bar convidativo logo na entrada. No entanto, quando o assunto é alumínio, o destaque fica para quem pede um dos lanches da casa via delivery: as delícias são embaladas em folha de papel alumínio.

“A ideia é manter a temperatura do hambúrguer até a casa do cliente”, explica Caio Eduardo Cordeiro de Souza, um dos sócios da Box St. Burger & Bar, que lembra que o metal ainda mantém a integridade dos lanches. Desde 2016, o restaurante tem essa prática — o alumínio é usado ainda no dia a dia da cozinha durante o preparo e armazenamento de produtos.

Hambúrguer para entrega do Box St. Burger & Bar: embalado em folha de papel alumínio para preservar a temperatura (Foto: Ivan Pagliarani)


Tendência
Estabelecimentos com mais unidades, como as redes Coco Bambu e Ragazzo, também já enviam seus pratos para o endereço dos clientes embalados em soluções de alumínio. A atitude não é isolada e nem por acaso: considerado um dos materiais mais adequados para atender demandas de estabelecimentos gastronômicos, o alumínio tem substituído o papel, o plástico e até as caixinhas de isopor e papelão. Afinal, além de ser uma excelente barreira contra os fatores externos, é um material leve, durável e resistente à oxidação, além de ser infinitamente reciclável.

“O uso do alumínio nas embalagens reduz a necessidade de conservantes, mantém o frescor dos ingredientes e prolonga o prazo de validade”, comenta Fernando Wongtschowski, gerente de Estratégia Comercial e de Marketing da CBA, fornecedora de folhas de alumínio para a indústria de embalagens.

Guilherme Superbia, gerente de Excelência Comercial e Marketing da Novelis, acrescenta que a leveza e o formato das embalagens facilitam o transporte e oferecem praticidade aos processos de armazenamento e exposição.

“As embalagens são resistentes a variações de temperatura, sendo uma ótima escolha desde o freezer até o forno”, informa.

O gerente da Novelis destaca ainda que o mercado de comidas prontas vem crescendo e atingiu, inclusive, as rotisseries, locais em que as refeições são colocadas nas bandejas de alumínio e vedadas a vácuo. 

Food trucks
De lanches simples a pratos sofisticados, os food trucks trabalham com alimentos de preparo rápido, práticos e sem desperdícios. Por isso, a seleção de embalagens adequadas para a venda de produtos prontos, bem como para a utilização de ingredientes no segmento de Food Service é tão importante.

“Os tipos mais usados de embalagem por esse canal são pratos e bandejas, pois o alumínio é inerte, um ótimo condutor de calor, resiste a altas temperaturas e forma uma barreira absoluta contra aromas, luz, gases e vapor d’água, preservando as qualidades naturais dos alimentos por muito mais tempo”, explica Wongtschowski.

Festivais de churrasco
Em festivais de churrasco, as bandejas do tipo smoothwall são a sensação do momento. Cadu Migliorini, responsável pelo Marketing no Grupo Wyda, fabricante dessa embalagem premium, explica que os produtos são extremamente resistentes – com mais de 100µm de espessura – e contam com tampa transparente clip-on, permitindo que o consumidor visualize e leve o alimento para viagem.

“Os festivais preferem esse produto pela qualidade e rigidez para servir os participantes do evento. De excelente apresentação estética, também valoriza os pratos”, explica.

Idealizado em 2018 pelo chef Henrique Okuda, o Festival Carnivoria tornou-se itinerante no ano passado, circulando por shopping centers do País. Com formato de feira gastronômica, conta com estações e parceiros convidados para o preparo de diferentes tipos de carne.

“No início, utilizávamos uma embalagem de isopor para servir o churrasco, porém, as dimensões não eram indicadas para o serviço. Esse material também podia gerar resíduo quando o consumidor cortasse a carne”, conta Juliano Albano, chef-executivo do evento.

Bandejas smoothwall usadas no Festival Carnivoria: retém o calor, oferece resistência e é bonita (Foto: divulgação Wyda)

Segundo Albano, com capacidade de 800 ml, a bandeja smoothwall funcionou muito bem para o festival. Em cada evento, são utilizadas cerca de cinco mil unidades.

“A embalagem é leve e se encaixa uma na outra. Além de firme, tem uma espessura grossa de alumínio, não deforma e retém mais de calor. A borda mais grossa evita que o consumidor queime a mão. Higiênica, não deixa resíduo. É mais bonita e combina com a atmosfera do festival”, ressalta.

Já o Let’s Grill Festival nasceu em Sorocaba, interior de São Paulo, e iniciou um tour em 2019 pelos shoppings centers da Rede Iguatemi — já está em nova temporada neste ano.

“Nosso objetivo é fazer com que o festival seja um evento gastronômico com churrasco diferenciado, estrutura completa, em que o público pode experimentar vários tipos de carne de qualidade premium, com acompanhamentos elaborados, a preço acessível”, afirma Marco Bianchi, organizador do evento.

A cada edição são utilizadas cerca de nove mil bandejas de alumínio.

“Nossos pratos vêm com 200 g de proteína e 180 g de acompanhamento. Como o pratinho é fundo, o cliente não derruba a comida no chão”, explica.

Após o evento, o lixo gerado é separado em uma doca do shopping. Os resíduos são retirados e as embalagens de alumínio são enviadas para reciclagem.

Mercado de embalagens
A produção da indústria de embalagens mostrou aumento de 4,9% no primeiro semestre de 2019, conforme dados divulgados pela Associação Brasileira de Embalagens (Abre).

“Com exceção das embalagens de madeira, todas as outras classes apresentaram crescimento, com destaque para as embalagens de metal”, comenta Fernando Wongtschowski, gerente de Estratégia Comercial e de Marketing da CBA. “O alumínio é um metal que conversa diretamente com essas novas necessidades da sociedade, pois a alta taxa de reciclabilidade o reconhece como uma solução inovadora para desenvolver cadeias produtivas menos extrativistas e mais circulares”, conclui.

LEIA TAMBÉM:
Alumínio e gastronomia: receita que dá certo!
Fim de ano: hora dos descartáveis de alumínio brilharem!

Veja também:

Indústria fabrica fita de alumínio para cloroquina em apenas um dia

Para atender a demanda do governo federal em relação ao aumento da produção de cloroquina no Laboratório Químico e Farmacêutico do Exército (LQFEX), a indústria de embalagens do Grupo Prati-Donaduzzi, Centralpack, desenvolveu, em apenas um dia, a fita de alumínio que será utilizada nas embalagens do medicamento. “Como é um medicamento que, provavelmente, o Ministério

Brasil mantém a liderança mundial na reciclagem de latas de alumínio

O Brasil permanece como campeão mundial em reciclagem de latas de alumínio para bebidas. Segundo a Associação Brasileira do Alumínio (ABAL) e Associação Brasileira dos Fabricantes de Latas de Alumínio (Abralatas), em 2018, a indústria do alumínio coletou e reaproveitou 96,9% dessas embalagens, o equivalente a cerca de 26 bilhões de unidades. Em números exatos,

De olho no mercado de aerossol, Ball Corporation compra a Tubex no Brasil

A Ball Corporation fechou contrato no valor de 80 milhões de dólares para a aquisição da Tubex Indústria e Comércio de Embalagens, além de um possível earn-out (parcela do pagamento relacionada a lucros futuros). Com isso, a empresa adquire uma fábrica em São Paulo com oito linhas de latas de alumínio para aerossol voltadas ao

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
Menu