Amarelo-2-1920x1440

Startup cria primeiro veículo 100% elétrico a ser fabricado em série no Brasil

Projeto está em fase de aceleração e criadores estudam maneiras de aumentar o uso do alumínio no modelo

Após dois anos de pesquisas, a eiON — startup de Curitiba — criou o que classifica como o primeiro veículo 100% elétrico a ser fabricado em série no Brasil. Do tipo buggy, o carro é especialmente projetado para atender a demanda turística do Brasil, sendo usado em resorts e clubes de campo.

O Buggy Power, como foi batizado, tem diferentes tecnologias embarcadas e pode ser conectado por smartphone. Ambientalmente correto, o modelo tem ruído, emissões e poluição níveis zero.

O alumínio, reconhecido por trazer a leveza necessária para os carros elétricos, é aplicado nas carcaças do motor, diferencial, carregador de baterias, BMS e pedais. No entanto, há estudos para elevar a presença do metal no modelo, sobretudo em partes do chassi.

O tempo de recarga das baterias do modelo padrão do buggy da eiON varia entre 2 e 5 horas, dependendo da tomada e carregamento (220 ou 110 V, respectivamente). Além disso, o Buggy Power pode percorrer 100 km com menos de R$ 9 e tem autonomia acima de 200 km nas versões mais exclusivas.

A eiON participa da Aceleradora Sistema Fiep — Federação das Indústrias do Estado do Paraná.

“O conceito do buggy elétrico da eiON — associado a um estilo de vida sustentável — foi decisivo para receber a empresa em nossa Aceleradora. Estamos orgulhosos em apoiar a iniciativa para que o empreendimento ganhe escala e venha atender todo o Brasil no menor prazo possível”, afirma João Bosco Faiad Militão, consultor do Sistema Fiep.

A produção do Buggy Power em escala comercial está prestes a ser iniciada:

“O desenvolvimento do veículo elétrico nacional seguiu o padrão globalmente adotado em processos de inovação, com a fabricação do primeiro protótipo, normalmente chamado de protótipo alfa. Em seguida veio a industrialização do protótipo beta, com diversos aprimoramentos e adaptações para produção em escala, e um lote de veículos chamado cabeça de série, que já está em estudos para a fabricação com a estruturação de toda a cadeia produtiva”, afirma Hélio Mitsuo Sugai, diretor da startup.

Veja também:

Porsche produz pistões de alumínio inovadores com impressão em 3D

Pela primeira vez, a Porsche utilizou a impressão em 3D para desenvolver pistões de alumínio. Os êmbolos foram testados no motor de alto desempenho GT2 RS usado no modelo 911. A montadora já tem utilizado a tecnologia para a construção de protótipos e de peças de reposição há algum tempo. Com a impressora 3D TruPrint

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
Menu