Alunorte

Hydro firma acordo para uso de gás natural na Alunorte em 2022

New Fortress Energy deve manter fornecimento da energia por 15 anos

A multinacional norueguesa Hydro assinou, no dia 15 de abril, memorando de entendimento com a New Fortress Energy (NFE), empresa global de infraestrutura de energia criada para acelerar a transição para energia limpa. O objetivo é substituir a maior parte do consumo atual de óleo combustível na refinaria de alumina Alunorte, em Barcarena, no Estado do Pará, por gás natural. 

Segundo o acordo, que ainda está sujeito à documentação final, o fornecimento de gás natural pela NFE, por meio de um terminal de regaseificação de GNL, instalado próximo à refinaria, deve se iniciar em 2022 e ocorrerá anualmente por um período de 15 anos.

“Estamos comprometidos em impulsionar a sustentabilidade e as melhores práticas da indústria para reduzir o impacto ambiental de nossas operações. A Hydro está apoiando o uso de GNL e gás natural no Pará. Esse acesso possibilitará uma operação mais sustentável para a empresa e permitirá também que outras indústrias e consumidores tenham gás natural no Estado”, afirma John Thuestad, vice-presidente-executivo da área de Negócios de Bauxita e Alumina da companhia.

A Hydro terá de adaptar o processo de calcinação e parte da geração de vapor da Alunorte para trocar o óleo combustível pelo gás natural como fonte de energia. O projeto é parte da estratégia climática da empresa e de seu compromisso global de reduzir as emissões de gases de efeito estufa em 30% até 2030.

 

Veja também:

Alubar reduz consumo de madeira em embalagens de cabos de alumínio

A Alubar – fabricante de cabos elétricos e vergalhões de alumínio – deverá reduzir pelo menos 50% da quantidade de madeira utilizada para selar as embalagens dos produtos da unidade de Barcarena (PA). Agora, a empresa fecha parcialmente os carretéis de cabos elétricos para linhas de distribuição, intercalando ripas de madeira com espaços vazios, já que

Empresa de iluminação substitui cabos de cobre por alumínio no Rio de Janeiro

A Companhia Municipal de Energia e Iluminação (Rioluz) anunciou que substituirá oito mil quilômetros de cabos de cobre por alumínio na Linha Vermelha, no Rio de Janeiro, para reduzir os atos de vandalismo. O projeto da Parceria Público-Privada (PPP) de iluminação pública – que inclui a empresa SmartLuz – busca soluções como a instalação de materiais

Rolar para cima