Unreal Engine Demo

Esquadrias representam 80% do alumínio consumido na construção civil

Apesar do impacto da pandemia, segmento tem novas possibilidades

Durável, leve e resistente à corrosão, o alumínio tem sido o material mais indicado para a fabricação de esquadrias, por meio de produtos extrudados. Hoje o setor, que inclui fachadas, janelas e portas, representa cerca de 80% do volume total do alumínio consumido na construção civil. A informação é de Magda Reis, consultora da Associação Brasileira do Alumínio (ABAL).

LEIA TAMBÉM:
Setor de extrudados de alumínio retoma negócios após primeiro semestre difícil
Conheça o processo e as vantagens da extrusão do alumínio

Segundo Alberto Cordeiro, presidente da Associação Nacional de Fabricantes de Esquadrias de Alumínio (Afeal), o setor também sofreu um impacto grande da pandemia do novo coronavírus.

“Ninguém sabia como seria, se haveria paralisação das obras, como o consumidor iria se comportar. Ter as lojas de materiais de construção abertas foi muito importante para manter o nosso mercado aquecido”, afirma.

A partir de um estudo de impacto junto às empresas, hoje a Afeal trabalha com três perspectivas de crescimento para 2020, todas com resultados negativos:

  • Cenário otimista = -6,5%
  • Cenário realista = -15,8%
  • Cenário pessimista = – 24,5%

Apesar dos desafios, o presidente da Afeal observa avanços por conta da crise sanitária, principalmente na área digital.

“Nós já sabíamos que vários processos eram possíveis, mas não fazíamos por falta de cultura ou receio. Reuniões virtuais é um exemplo. Antigamente, pensávamos que elas não geravam confiança ou não teriam a mesma relevância que um contato presencial. Mas nos adaptamos e o resultado foi bom. Muitos horizontes se abriram”, relata.

Outras tendências que devem se intensificar na avaliação do executivo são as da Indústria 4.0 e a automação. Segundo Cordeiro, em meio à pandemia, também foi possível observar novas oportunidades para o setor e para construção civil, já que as pessoas estão mais tempo dentro dos seus lares.

“Elas precisam trabalhar em suas residências, as crianças estão em casa, todos passam mais tempo juntos naquele espaço. Isso exige qualidade de vida, uma casa arejada, ventilada e com luminosidade”, avalia.

Para o presidente da Afeal, outros fatores ajudaram a construção civil no País, tais como o auxílio emergencial, a liberação de crédito e a criação de novos programas de governo, como o Casa Verde e Amarela, que podem gerar negócios para o mercado de esquadrias de alumínio.

Veja também:

O papel do alumínio para a retomada do setor da construção civil

A retomada da economia no pós-pandemia é uma realidade que tem tomado forma dia após dia. No segundo semestre de 2020 isso já pôde ser percebido no setor da construção civil, cujo crescimento se manteve durante o primeiro trimestre de 2021. Embora o segundo trimestre deste ano tenha apresentado pequena queda, devido aos altos estoques

Cortina de alumínio assinada por Kengo Kuma é destaque em Barcelona

O renomado arquiteto japonês Kengo Kuma desenvolveu um projeto especial com alumínio como parte de uma série de intervenções de artistas e designers para a Casa Batlló – edifício modernista concebido por Antoni Gaudí, em Barcelona, na Espanha. O prédio figura na lista do patrimônio mundial da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência

Projeção do PIB da construção sobe de 2,5% para 4% em 2021

A Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) divulgou, no dia 26 de julho, estudo sobre o desempenho econômico do mercado no segundo trimestre de 2021. Os dados apontam para crescimento de 4% do Produto Interno Bruto (PIB) do setor em 2021, retornando ao patamar previsto no início do ano. Se confirmado, será o maior

Rolar para cima