5973601992_06758c45bf_c

Conheça o processo e as vantagens da extrusão do alumínio

Perfis metálicos têm diferentes geometrias e uma infinidade de aplicações

Por ser extensa, a cadeia produtiva do alumínio conta com alguns elos pouco conhecidos pela sociedade, apesar de o produto final estar presente no dia a dia das pessoas. Um deles é o segmento de extrusão, que disponibiliza perfis metálicos para vários setores, e envolve um processo que traz benefícios tanto para o mercado quanto para os consumidores. 

LEIA TAMBÉM:
Setor de extrudados de alumínio retoma negócios após primeiro semestre difícil
Esquadrias representam 80% do alumínio consumido na construção civil

Marcelo Rodrigues, diretor Comercial da área de Soluções em Extrudados da Hydro, explica que a extrusão ocorre por meio de um processo de transformação mecânica: um tarugo de alumínio (também chamado de billet) aquecido é pressionado contra uma matriz de aço em alta temperatura.

“A ferramenta de aço tem um ou mais orifícios com a forma do produto final, que origina as barras extrudadas de até 17 metros, desde perfis simples como vergalhões e tubos até os mais complexos, como dissipadores e perfis multi-tubulares”, explica.

 O diretor da Hydro destaca que esse processo é relativamente mais barato quando comparado aos de fundição e forjamento, além de ser mais produtivo e admitir qualquer liga de alumínio.

“O processo de desenvolvimento também é mais rápido, sendo possível ter peças em série em 30 dias”, acrescenta.

 

Quem são os consumidores?

O setor de construção civil é o que mais demanda produtos extrudados e concentra quase 50% do mercado — ou cerca de 120 mil toneladas ao ano. A informação é de Fernando Wongtschowski, gerente de Estratégia Comercial e de Marketing da CBA.

O executivo explica que a indústria de transportes está em segundo lugar. Dentro desse mercado, que tem entre 20% e 30% de share, uma das principais aplicações é em carrocerias de ônibus. Os produtos também são utilizados em implementos rodoviários e componentes estruturais no setor automotivo.

“Esse universo inclui as barras de proteção da porta e as utilizadas no para-choque dos veículos, ou seja, equipamentos de segurança para absorção de impacto. Há ainda racks de suporte, como aqueles usados sobre o carro, entre outros produtos”, comenta Wongtschowski.

Com uma representação menor, estão o mercado de máquinas e equipamentos e o de bens de consumo. Neste último, há diversos usos dos perfis extrudados, como em cadeiras de praia, guarda-sóis, móveis, entre outros. 

Setor automotivo é o segundo maior consumidor de alumínio extrudado no Brasil (Crédito da imagem: Divulgação Ford)

Principais vantagens

  • O processo de extrusão permite uma variedade de geometrias, aliada a diferentes ligas de alumínio – que colaboram para o atendimento de requisitos técnicos como propriedade mecânica, condutividade elétrica e acabamento superficial;

  • O perfil extrudado, combinado com liga e têmpera de alumínio, possibilita qualquer tipo de processo que envolva conformação plástica (dobra, forjamento e trefilação), remoção de material (usinagem e estampagem) e acabamento superficial (pintura e anodização);

  • Os perfis têm alta resistência estrutural e à corrosão, além de atenderem requisitos exigidos pelos clientes, como leveza e versatilidade.  

“Temos um dos mais modernos Centros de Tratamento de Superfície de Perfis de Alumínio da América Latina, onde fazemos pintura eletrostática a pó (pré-tratamento de titânio) e anodização (padrão, multicolor, polido e jateado), com aplicação de alta tecnologia em nossos produtos”, afirma Wongtschowski, da CBA.

A empresa desenvolve ainda aplicações que agregam valor aos clientes, pois entrega produtos semiacabados, o que reduz as etapas do processo de produção e adiciona produtividade e eficiência na operação.

Foto de abertura: Hydro/Simon McComb

Veja também:

Grupo Prysmian lança aplicativo profissional sobre cabos elétricos

O Grupo Prysmian – voltado à tecnologia e desenvolvimento de cabos de alumínio e sistemas para energia e telecomunicações – criou o Cable App, ferramenta profissional que ajuda a selecionar o melhor tipo de solução de cabeamento, conforme o projeto e a instalação, e pode ser útil para estudantes, professores e profissionais do setor, entre

Conselho Temático de Mineração da CNI discute avanços para o setor

A reunião virtual do Conselho Temático de Mineração (Comin) da Confederação Nacional da Indústria (CNI), realizada na última terça-feira (22/9), contou com a presença dos deputados federais Joaquim Passarinho e Ricardo Izar, além de representantes do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) e da Agência Nacional de Mineração (ANM). Vale ressaltar que Associação Brasileira do

Albras conquista novamente certificação ouro no GHG Protocol

A Albras — produtora de alumínio primário pertencente à Hydro e à Nippon Amazon Aluminium Co — recebeu mais uma vez a certificação Ouro do Programa Brasileiro do GHG Protocol, que tem o objetivo de difundir uma cultura de inventários corporativos de GEE no país. Para isso, ajuda organizações públicas e privadas na mensuração, relato e verificação de

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
Menu