Sobre-ambev-770x320

Ambev amplia a meta para acabar com a poluição plástica até 2025

Cervejaria pretende utilizar apenas embalagens retornáveis ou 100% recicladas

Com diversas marcas de cerveja e um portfólio extenso de refrigerantes, a Ambev aumentou a meta para eliminar o plástico dos produtos. Atualmente, 18% de todo o líquido produzido pela companhia é envasado nesse tipo de embalagem.

Jean Jereissati, presidente da Ambev, explica que, em 2018, a empresa anunciou o objetivo de ter 100% dos produtos em embalagens retornáveis ou majoritariamente feitas de conteúdo reciclado até 2025.

“Agora queremos ir além para ajudar a resolver o problema da poluição plástica, que preocupa o mundo todo”, diz o executivo.

Os projetos incluem investimentos em pesquisa e desenvolvimento, iniciativas de logística reversa, substituição de matérias-primas, diminuição da gramatura, eliminação do plástico em algumas embalagens, parcerias com startups, fomento à reciclagem, conscientização da população, entre outras ações.

AMA na lata
No ano passado, a Ambev anunciou o lançamento da primeira água em lata do Brasil. Feita de alumínio, a embalagem de AMA é mais sustentável.

Problema mundial
Na Ásia, diversos países têm adotado medidas para reduzir o consumo de plásticos descartáveis. A China, por exemplo, que concentra a maior população do mundo com 1,4 bilhão de pessoas, pretende extinguir sacolas de plásticos não biodegradáveis até 2022.

O governo estabeleceu ainda um prazo de cinco anos para os mercados que vendem alimentos frescos cumprirem a meta. Outros estabelecimentos, como restaurantes, terão que eliminar as embalagens e talheres descartáveis de forma gradual. Já os canudos de plástico deverão ser banidos até o final deste ano.

 

Veja também:

Stella Artois lança cerveja em garrafa de alumínio no mercado norte-americano

A Stella Artois lança uma cerveja em garrafa de alumínio que integra uma campanha de apoio a restaurantes e bares chamada “Open for Good”, da James Beard Foundation. A iniciativa visa colaborar com os estabelecimentos dos Estados Unidos afetados pela pandemia do novo coronavírus. De 414 ml, a garrafa tem design personalizado, é resistente e contém

Consumidores estão mais atentos aos materiais das embalagens

O workshop on-line realizado pelo Instituto de Embalagens nos dias 28 e 29 de abril abordou como a pandemia da Covid-19 tem alterado as tendências de consumo de embalagens no Brasil e trouxe à tona questões sobre a sustentabilidade no setor. Assunta Napolitano Camilo, diretora da entidade, explicou que os consumidores estão mais preocupados com

Entrevista: Trivium Packaging aposta em garrafas de alumínio com rosca no Brasil

A Trivium Packaging, multinacional criada em 2019 a partir da fusão da Exal e do Grupo Ardagh — em sua divisão de alimentos e especialidades —, tem investido no potencial de crescimento das embalagens de alumínio premium e de aerossóis no Brasil. Em entrevista exclusiva ao portal Revista Alumínio, Flavio Carneiro, presidente da companhia, e

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima