Colaboradoras da Alubar_Led Produções

Sustentabilidade é valor transversal na Alubar

Iniciativas sustentáveis contribuem para o contínuo, veloz e harmônico desenvolvimento da empresa

Conteúdo oferecido pela Alubar, patrocinadora do portal Revista Alumínio.

Sustentabilidade é um valor transversal no desenvolvimento dos negócios da Alubar, empresa líder na América Latina na fabricação de cabos elétricos de alumínio e produtora de condutores elétricos de cobre para média e baixa tensão. Além de expandir em 60% a capacidade de produção em Barcarena (PA) no final de 2018, a empresa iniciou a operação em uma nova unidade em Montenegro (RS) em janeiro de 2020 e internalizou sua produção com mais uma fábrica no Canadá, adquirida no segundo semestre de 2019.

A Alubar é Signatária do Pacto Global da Organização das Nações Unidas. A iniciativa de sustentabilidade corporativa mundial orienta as empresas a alinhar suas estratégias a princípios universais relacionados a direitos humanos, trabalho, meio ambiente e combate à corrupção. Dessa forma, a companhia contribui para o alcance da agenda global de sustentabilidade, a Agenda 2030, cujo principal pilar são as metas dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Entre as metas praticadas pela empresa está o ODS 9: Construir infraestruturas resilientes, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação. Pautada pelo desenvolvimento contínuo e inovador de seus produtos e visando a contribuir para a sustentabilidade da infraestrutura do setor elétrico, a Alubar produziu e lançou, em 2019, o primeiro condutor elétrico de alumínio com alma de fibra de carbono reforçada (ACFR), desenvolvido em parceria com a empresa japonesa Tokyo Rope, fornecedora da tecnologia de fibra de carbono. Essa inovação de produto reduz os investimentos em implantação de infraestrutura de transmissão, antecipando um cenário em que, nos próximos anos, será necessário trocar cabos envelhecidos e sobrecarregados de diversas linhas de transmissão e distribuição brasileiras, repotencializando a capacidade delas.  

Cabos de alumínio com fios de perfil trapezoidal ACFR: permitem o aumento da capacidade de linhas de transmissão já existentes apenas com a substituição dos cabos com fios arredondados

Os cabos de alumínio com fios de perfil trapezoidal ACFR, produzidos pela Alubar, permitem o aumento da capacidade de linhas de transmissão já existentes apenas com a substituição dos cabos com fios arredondados, o que afasta a necessidade de construir e licenciar novos projetos de linhas/estruturas de suporte, como torres e postes, o que impacta positivamente no custo global de uma obra.

“Diferente dos cabos de fios redondos, o condutor com fios de perfil trapezoidal é bem mais compacto e apresenta um ganho de área de alumínio com o mesmo diâmetro externo”, explica o gerente de Engenharia de Produto da Alubar, Giovane Veloso. “Aumentamos a massa de alumínio, e, por consequência, conseguimos maior capacidade de conduzir energia.”

Segundo Veloso, é possível, ainda, combinar as tecnologias de fios trapezoidais com o núcleo de fibra de carbono, resultando em um cabo mais leve e com maior capacidade de transmissão, com o mesmo diâmetro. “O cabo ACFR pode ser ainda mais potencializado quando utilizamos também a liga de alumínio termorresistente para a fabricação dos fios trapezoidais, dando ao condutor uma capacidade maior ainda de transmissão de corrente elétrica.”

Reaproveitamento
Na infraestrutura da fábrica, alinhada com o ODS 6:  Água potável e saneamento, uma das iniciativas que torna o processo produtivo da Alubar mais sustentável é a prática da recirculação da água utilizada nas trefiladoras, equipamentos responsáveis pela fabricação do fio de alumínio e de cobre. Nessas máquinas, a água ajuda na manutenção da temperatura ideal do óleo lubrificante no seu interior e no processo de lubrificação. Depois de passar pela trefiladora, a água é tratada e retorna ao processo. “Quando não atende mais os padrões de qualidade do processo produtivo, ela segue para a Estação de Tratamento de Efluentes (ETE), onde é recebida, verificada e tratada cuidadosamente, observando todos os parâmetros definidos pela legislação e, depois, é direcionada à galeria da rede pluvial da Companhia Docas do Pará (CDP) de Barcarena”, relata Hélido Sena, gerente do Controle da Qualidade e Meio Ambiente da Alubar.

Recirculação da água utilizada nas trefiladoras torna o processo produtivo da Alubar mais sustentável

Gênero
A gestão de pessoas na Alubar também está alinhada à ODS 5 – Igualdade de gênero. Nesse caminho, a empresa proporciona oportunidades iguais para pessoas que se dedicam e mostram competência no trabalho, inclusive no acesso a cargos de chefia. Nos últimos anos, cresceu a presença do gênero feminino entre os colaboradores da empresa, principalmente em cargos de liderança. De janeiro de 2019 a janeiro de 2020, as mulheres registraram um crescimento de 18% em toda a Alubar. Em cargos estratégicos, elas representam 32% dos colaboradores nessa posição, tendo aumentado a participação em 20% no último ano.

Há seis anos na Alubar, Ana Paula Bittencourt é uma das mulheres que trilham carreira de gestora na empresa. Ela entrou como coordenadora de Controladoria na unidade de Barcarena, no Nordeste do Pará, e cresceu conforme as oportunidades surgiam na empresa. No final de 2019, assumiu o cargo de gerente-geral da unidade Alubar Montenegro, no Rio Grande do Sul, com a missão de levar a cultura Alubar desenvolvida no Pará para a nova unidade que entrou em operação em janeiro deste ano.

“As empresas precisam de um tripé de bom senso, justiça e respeito. Quando uma organização incorpora isso no dia a dia, ela consegue promover a igualdade”, declara Ana Paula. “Vejo a Alubar como um ambiente muito empoderador, que, independente de gênero, favorece a todos que se dedicam em suas funções.”

Há seis anos na Alubar, Ana Paula Bittencourt assumiu o cargo de gerente-geral da unidade Alubar Montenegro, no Rio Grande do Sul

Educação
No relacionamento com as comunidades vizinhas em Barcarena (PA), a Alubar desenvolve há mais de dez anos o Projeto Catavento, um consolidado trabalho na área educacional realizado em parceria com a Secretaria Municipal de Educação de Barcarena (Semed), alinhado à ODS 4: Educação de qualidade.

Projeto Catavento, desenvolvido há mais de dez anos pela Alubar: aprimoramento do gosto pela leitura, aumento do vocabulário, publicação de livros autorais e ampliação das perspectivas de mundo estão entre os resultados alcançados

Desenvolvimento do gosto pela leitura, aumento do vocabulário, publicação de livros autorais e ampliação das perspectivas de mundo estão entre os resultados que o Catavento garante aos milhares de alunos de 30 escolas ribeirinhas de Barcarena que participam da iniciativa. Para isso, o projeto distribui obras literárias nas unidades de ensino, realiza capacitações contínuas para os cerca de 70 professores envolvidos e, nesse sentido, incentiva o hábito da leitura, contribuindo para transformar vidas por meio da educação.

“Mais de 5 mil alunos foram assistidos pelo projeto e mais de 2 mil títulos de literatura infantil e infantojuvenil distribuídos ao longo da existência do projeto”, relata Márcia Campos, coordenadora de Projetos Sociais da Alubar. “O Catavento está presente em 60% da vida escolar dos alunos do Ensino Fundamental. Inicialmente, objetivava desenvolver leitores e superou as metas: atualmente, também desenvolve escritores em parceria com a Semed, alavancando a educação nas escolas ribeirinhas do município.”

Uma dos alunos que passaram pelo Catavento foi Juliane Barbosa, que estudou na Escola Municipal Jupariquara. Atualmente estudante do curso de geografia na Universidade do Estado do Pará (Uepa), ela conta como o projeto foi fundamental para desenvolver novas perspectivas de vida. “Se hoje eu tenho uma vaga na universidade pública, é porque, lá atrás, eu tive acesso à leitura, à aprendizagem e à integração. Projetos como o Catavento são importantes para motivar as crianças a ler, pois, às vezes, os pais não têm acesso aos estudos e esse incentivo precisa vir de fora. É importante que a comunidade saiba que empresas locais trazem também essa preocupação com a parte social.”

 

Veja também:

Hydro distribui jogos educativos sobre a importância da prevenção à Covid-19

Para reforçar a orientação sobre a prevenção à Covid-19, a Hydro começou a distribuir entre seus empregados e contratados 10 mil kits com quatro jogos educativos. A ideia é envolver os familiares na sensibilização sobre a importância dos cuidados pessoais e domésticos. O material está em distribuição no Pará e Rio de Janeiro e, em

Instituto Alcoa faz doação de materiais para Hospital Universitário do Maranhão

O Instituto Alcoa realizou uma doação no valor de R$ 200 mil para o Hospital Universitário (HU-UFMA). A ação foi feita por meio da Fundação Sousândrade de Apoio ao Desenvolvimento da Universidade Federal do Maranhão (FSDU) e inclui termômetros, máscaras, óculos e protetores faciais. A iniciativa será coordenada pela Alumar e integra um pacote de

Hydro faz nova doação de materiais e equipamentos médicos no Pará

A Hydro iniciou uma nova leva de doações para os municípios de Barcarena e Paragominas, no Estado do Pará. Dessa vez, a empresa destinou equipamentos e materiais para apoiar a área de saúde no combate ao novo coronavírus. Foram contemplados hospitais municipais, unidades de saúde e hospitais de campanha que estão em fase de instalação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
Menu