mantour-x-2

Startup desenvolve o patinete elétrico de alumínio mais leve do mundo

Mantour X tem modelo dobrável, pesa pouco mais de 7 kg e possui função autoequilibrante

A startup FlowDot, fundada há cinco anos e focada na elaboração de produtos de transporte, desenvolveu o patinete elétrico dobrável Mantour X. O modelo de alumínio e fibra de carbono, cujo primeiro lote está sendo produzido por meio de uma campanha de financiamento coletivo, garante ao produto um peso total de apenas 7,2 kg, com capacidade de carga de até 100 kg. As informações são do portal Aluauto.

Segundo a FlowDot, o alumínio não só confere leveza ao Mantour X, mas também contribui para o aumento da resistência e durabilidade do produto.

O patinete tem dimensões compactas (103,7 x 39,7 x 76,1 cm) e é dobrável, em uma operação que a empresa afirma levar apenas cinco segundos — com isso, o equipamento fica com um volume final de 80,3 x 13,6 x 18,1 cm, o que o torna ainda mais portátil.

Outro diferencial do Mantour X é o follow mode: uma vez dobrado, o produto se autoequilibra em uma roda só; com uma leve inclinação para frente ou para trás, traciona o patinete, facilitando o trabalho de armazená-lo em locais fechados. O patinete tem ainda dois sistemas de freio: elétrico, para reduções graduais de velocidade e acionado por uma alavanca no guidão; e o tradicional freio físico, acionado por um pedal acima da roda traseira.

O Mantour X conta com um motor elétrico de 240 w, atingindo velocidade máxima de 20 km/h, e possui autonomia para até 20 km, enquanto as baterias são completamente recarregadas em até quatro horas. O modelo é à prova d’água e poeira, com grau de proteção IP54, e traz ainda um display que indica a velocidade e a carga da bateria, além de um farol de LED.

 

LEIA TAMBÉM:

Crédito da imagem: divulgação


Revolução na locomoção
Startup cria primeiro veículo 100% elétrico a ser fabricado em série no Brasil

Veja também:

Setor do alumínio será essencial para o transporte no pós-pandemia

Até o início da pandemia, 8,3 milhões de passageiros eram transportados nas linhas disponíveis do Metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) na Grande São Paulo. Já os ônibus levavam cerca de 8,8 milhões de pessoas todos os dias. Aglomerações, como se sabe, são perfeitas para a proliferação de vírus respiratórios. E nesse

A importância de projetos cooperativos para a cultura da inovação

A Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) realizou um webinar na última terça-feira, 30 de junho, para mostrar como a união entre empresas pode fortalecer a inovação no pós-Covid-19. Desde a fundação, em 2013, a organização social já superou a marca de 100 projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação cooperativos, modalidade na qual

Cresce procura por baús de alumínio na 4Truck

Mesmo com a pandemia do novo coronavírus,a 4Truck, empresa de implementos rodoviários feitos de alumínio para o segmento leve, aumentou em 50% o número de orçamentos no mês de maio. O crescimento se deve à demanda de transportadores e frotistas ligados à entrega de alimentos, medicamentos e materiais de limpeza, entre outros serviços fundamentais nesse

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
Menu