comércio-exterior

Sintoma do coronavírus: estoque de alumínio aumenta na China

O volume do metal acumulado no País é o maior desde maio de 2019

De acordo com a agência de notícias Bloomberg, com o impacto do surto de coronavírus, os estoques de alumínio na China aumentaram para o patamar mais alto desde maio de 2019.

O consumo de commodities provenientes do país asiático está em queda devido à falta de trabalhadores — muitos estão reclusos como forma de evitar a propagação da doença — e restrições logísticas impedem a chegada dos produtos aos mercados finais.

Ainda segundo a Bloomberg, a principal associação chinesa da indústria de metais não ferrosos pediu que o governo local compre metais das fundições para aliviar a pressão do aumento dos estoques.

Impacto chinês no mercado brasileiro
Os números consolidados mais recentes são do primeiro semestre de 2019: de acordo com a Associação Brasileira do Alumínio (ABAL), o Brasil importou 105,7 mil t de produtos semimanufaturados e manufaturados de alumínio. 55% desse total são provenientes da China.

Em novembro do ano passado, em entrevista ao Valor Econômico, o presidente-executivo da ABAL, Milton Rego, estimou que o Brasil importou até 150 mil t de alumínio semimanufaturado em 2019.

Com as restrições comerciais impostas ao alumínio chinês em alguns países da Europa e nos Estados Unidos, o escoamento da produção é feito em economias sem salvaguardas, como a brasileira.

Veja também:

Setor de esquadrias de alumínio adapta-se ao novo cenário no Brasil

A Associação Nacional de Fabricantes de Esquadrias de Alumínio (Afeal) realizou na última quarta-feira, dia 17 de junho, uma transmissão ao vivo com a participação de lideranças da Assa Abloy Brasil, Hydro Extrusion, Perfil Alumínio e 3A Alumínio. A partir do tema Virando o jogo, os executivos abordaram as principais mudanças na indústria desde o

Randon produz componentes de alumínio para ventiladores pulmonares

A Randon, por meio de sua subsidiária, a Ferrari Indústria Metalúrgica, está participando de um trabalho colaborativo liderado pela Embraer. Trata-se da construção de 300 ventiladores pulmonares destinados à rede de saúde neste período de pandemia. Coube à companhia a fabricação das válvulas reguladoras de fluxo de ar e tubos venturi — componentes usados para

Hydro registra crescimento de produção no Brasil em abril e maio

Um balanço realizado pela Hydro do Brasil mostra que os volumes de produção de bauxita e alumina aumentaram em abril e maio, em comparação ao mesmo período de 2019. Nos meses analisados, foram produzidas 1,76 milhão de t de bauxita, 94% a mais em relação ao ano anterior. Já a produção de alumina cresceu 82%,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
Menu