ACM aplicado em implementos rodoviários garante durabilidade e redução de tara (Divulgação/Alucomaxx)

Setor de transportes já usa o ACM como alternativa econômica e eficiente

Implementos rodoviários aderem ao revestimento, principalmente pela redução de peso

Os painéis de alumínio composto (ACM) têm conquistado novos nichos de mercado no Brasil pela leveza, praticidade, durabilidade e fácil manutenção — confira reportagem especial sobre o tema. Um deles é o de implementos rodoviários, segmento que apresenta recuperação neste ano e, segundo levantamento da Associação Brasileira do Alumínio (ABAL), registrou aumento de 45% no consumo de alumínio no primeiro semestre deste ano.

Empresas que fabricam carrocerias de caminhão já substituem o compensado por ACM, principalmente para a redução de peso, garantindo aumento da carga. Como os painéis não sofrem corrosão ou deformidades devido à temperatura ou umidade, também oferecem maior vida útil.

Por causa dessas vantagens, outro mercado consumidor de ACM é o de food trucks. Dinâmico e disponível em várias cores e texturas, o revestimento apresenta diversas soluções para esse negócio.

A Alucomaxx, uma das primeiras fabricantes de ACM do País, investe e especifica o material para os implementos rodoviários, tendo como parceiras a Librelato, Noma, AIZ Implementos, Facchini, Furgões Ibiporã, Carrocerias São Pedro e Metal Schiffer.

Denis Brito, diretor da empresa, explica que a Alucomaxx também atua em outros mercados. “Sempre tentamos inovar com novos produtos como FR (Fire Resistance), que é um núcleo retardante a chamas e segue a norma do corpo de bombeiros para impedir a propagação do fogo”, acrescenta.

Segundo a empresa, o segmento de implementos rodoviários solicita o ACM com espessura maior, entre 5,5  e 6 mm. Geralmente, os painéis indicados para as fachadas, por exemplo, costumam ter entre 3  e 4 mm. A Alucomaxx tem uma linha específica voltada para baús (tampas laterais, frontais e tombador), carga seca e graneleiros, trailers, ônibus (interior e acabamentos) e food trucks.

Crédito da imagem de abertura: divulgação/Alucomaxx

 

Veja também:

Alumínio aplicado no primeiro Airbus 380 a entrar em operação se transforma em souvenir

Em janeiro deste ano, o primeiro avião do modelo Airbus 380 foi totalmente desmontado. Parte das 560 toneladas da fuselagem foi transformada em sete mil etiquetas de alumínio para bagagem, com edição limitada. O produto foi fabricado pela Aviation Tag, empresa especializada na transformação do material proveniente de aeronaves em souvenir. As etiquetas exclusivas podem

Novelis mantém parcerias estratégicas no setor automotivo

Com foco no desenvolvimento de veículos mais leves e eficientes, a Novelis está trabalhando com diversos produtores de equipamentos para veículos, os chamados Original Equipment Manufacturers (OEMs), para oferecer ligas de alumínio de alta resistência e com processos que atendam as demandas atuais. Atualmente, 100% das chapas de alumínio enviadas à fábrica da Jaguar Land Rover

Ligas modernas melhoram eficiência dos modelos da Mercedes-Benz

A equipe de pesquisa e desenvolvimento da montadora alemã Mercedes-Benz já utiliza ligas de alumínio em seus produtos. O objetivo é melhorar a eficiência de combustível e, consequentemente, diminuir o desgaste do automóvel. Os metais mais leves e duráveis estão presentes tanto nos chassis, carroceria, freios e aerofólio, como nos acabamentos internos — no caso

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
Menu