Capa

Setor de construção civil quer ser protagonista da retomada da economia

Em transmissão ao vivo pela internet promovida pela Afeal, representantes do setor defendem a união de esforços para pautar o crescimento

A Associação Nacional de Fabricantes de Esquadrias de Alumínio (Afeal) realizou na última quinta-feira, 14 de maio, uma transmissão ao vivo pela internet, a famosa “live”, com o tema “Virando o jogo: a retomada da construção pós Covid-19”. A iniciativa contou com a participação de dirigentes das principais entidades representativas do setor.

Na ocasião, José Carlos Martins, presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), pontuou que o momento atual é difícil, mas é preciso olhar para as oportunidades.

“Não tem como o Brasil sair dessa situação sem a construção civil como locomotiva. Nós precisamos tomar a frente e, sem arrogância nenhuma, pautar o novo momento de crescimento.”

Alberto Cordeiro, presidente da Afeal, concordou com a necessidade de unir esforços para ajudar o governo a apostar na construção civil. E acrescentou que a cadeia produtiva de esquadrias de alumínio faturou R$ 5 bilhões em 2019 e consumiu 89 mil t de alumínio.

“O cenário pré-coronavírus era de retomada e crescimento de 4,6%. Agora, com a crise, entendemos que isso não vai se concretizar. Trabalhamos com dois cenários, um otimista e outro pessimista, retratando uma queda”, disse.

Apesar da perspectiva de dificuldades por conta da pandemia, Rodrigo Navarro, dirigente da Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat), reforçou a importância da atividade que representa.

“Nos encontros com o governo, conseguimos comprovar a essencialidade dos materiais de construção e do comércio varejista. Temos muito trabalho pela frente, mas o otimismo é de que teremos um protagonismo na retomada”.

Para Waldir Abreu, presidente da Associação Nacional de Comerciantes de Material de Construção (Anamaco), um dos problemas no atual cenário é a falta de liberação de crédito.

 “O varejo conta com 140 mil lojas pelo país e a grande dificuldade tem sido chegar o crédito na ponta, para que esse CNPJ se mantenha vivo. Desde março, em nenhum momento esse varejo parou, pois é uma atividade essencial”, lembrou.

 Os executivos reforçaram que têm conversado constantemente com o governo na busca de soluções para minimizar os efeitos da crise sanitária. Além disso, as entidades têm adotado medidas de segurança para os trabalhadores que estão em atividade e compartilhado, sempre que possível, as boas práticas diante da pandemia.

Veja também:

Versatilidade torna o alumínio ideal para a construção civil

Funcional, leve e resistente à corrosão, o alumínio está cada vez mais presente nas estruturas do setor da construção civil. Sendo a melhor opção em comparação ao aço para muitas ocasiões, o metal também se destaca pela durabilidade, comprovada em grandes projetos arquitetônicos do mundo todo. Magda Reis, consultora da Associação Brasileira do Alumínio (ABAL),

Soluções com alumínio marcam presença na Expo Revestir 2020

Realizada em março, em São Paulo — antes da eclosão da pandemia do coronavírus/Covid-19 pelo Brasil —, a 18ª Expo Revestir, feira internacional para a área de revestimentos e arquitetura, contou com mais de 200 expositores e contabilizou cerca de 55 mil visitantes. O alumínio esteve presente nas novidades de vários estandes. O destaque verificado

Por que as esquadrias de alumínio são a solução ideal para uma construção?

Durabilidade, eficiência energética e versatilidade estão entre as principais vantagens da preferência pelas esquadrias de alumínio nas obras brasileiras. Segundo pesquisa da Associação Brasileira do Alumínio (ABAL), o segmento da construção civil figura entre os maiores consumidores de produtos transformados de alumínio, com crescimento de 7%, no primeiro semestre de 2019, em relação ao mesmo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
Menu