Worker wear face mask standing distancing during talking together service woking in factory to prevent Covid-19 virus air dust pollution and for good healthy.

Saúde e segurança em primeiro lugar: setor do alumínio reforça ações nas operações

Com a pandemia, empresas da cadeia do alumínio vão além do que preza a legislação vigente no País

O Brasil figura entre os países com maior número de acidentes de trabalho do mundo. Segundo dados da Previdência Social, de 2014 a 2018, foram registrados 1,8 milhão de afastamentos e 6.200 óbitos. Atentas à importância do tema, as empresas da cadeia produtiva do alumínio não medem esforços com a segurança dos colaboradores, incluindo iniciativas exclusivas para o período atual de pandemia. O intuito é reduzir ao máximo o risco de contaminação a partir do novo coronavírus dentro das operações, além de executar todas as atividades com o máximo de segurança.

Legislação
O advogado Marcus Vinicius Neves Vaz, sócio do escritório Rolim, Viotti & Leite Campos, explica que as indústrias brasileiras seguem as determinações das Normas Regulamentadoras (NRs), as quais trazem os requisitos e procedimentos relativos à segurança e medicina do trabalho.

“Como as NRs têm força de lei, as empresas podem ser multadas, autuadas, interditadas ou embargadas pelo descumprimento”, declara.

A NR9, por exemplo, atualizada em março deste ano, trata do Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA).

“Do dia para a noite, surge o coronavírus, um novo risco para todos. Empresas que nunca tiveram de se preocupar com o uso de máscaras para os trabalhadores, por exemplo, viram-se obrigadas a disponibilizá-las”, comenta.

Segundo Vaz, com a pandemia, algumas companhias têm, inclusive, introduzido medidas não obrigatórias por lei, como o uso do álcool em gel no ambiente de trabalho e o termômetro na entrada para aferir a temperatura dos colaboradores. Além de prezar pela saúde e segurança dos colaboradores, o objetivo é seguir as recomendações dos órgãos competentes de saúde.

“São as empresas verificando normas mais eficazes para proteger o trabalhador e se resguardar”, afirma.

Em março, a Secretaria Especial do Trabalho publicou o Ofício 1.088/2020, com orientações complementares sobre a Covid-19. O objetivo é reduzir os efeitos do novo coronavírus nas relações trabalhistas.

MRN
Com o advento da pandemia, a Mineração Rio do Norte (MRN), que atua na produção de bauxita no Oeste do Pará, reforçou a segurança para garantir a saúde e bem-estar dos colaboradores, adotando medidas como as mencionadas por Vaz, além do distanciamento social, trabalho em regime de home office para as áreas administrativas, adaptação de restaurantes e incremento na frota de ônibus, entre outras.

“O engajamento e a demonstração da preocupação visível com a segurança reforçam o compromisso focado na excelência e no desejo de que todos os empregados apresentem uma cultura sólida nesta área, mantendo comportamentos alinhados com as normas, mesmo fora do ambiente de trabalho”, comenta Antônio Moura, gerente de Segurança no Trabalho da MRN.

A mineradora desenvolve programas e ferramentas para tornar os processos e as atividades mais seguros, tais como:

  • Gestão de Mudanças — análise de risco na fase de projeto e uso de tecnologia para melhoria em segurança;

  • Diálogo Diário de Segurança (DDS);

  • Análise de Risco das Tarefas (ART);

  • Padrões Técnicos de Segurança (PTS);

  • Procedimentos Operacionais de Execução (POE);

  • Inspeção dos Equipamentos e Ferramentas;

  • Observação Comportamental.

Entre as iniciativas da MRN que envolvem o uso da tecnologia estão: programa de gestão de fadiga, aquisição de cabina simuladora para capacitação de operadores; aplicativo para inspeção de veículos, equipamentos e extintores de incêndios; aquisição de rádios digitais para melhoria na comunicação; e controle com leitura de QR code na entrada das áreas de barragem.

Novelis
A Novelis, empresa de laminação e reciclagem de alumínio, adotou uma série de medidas na área de segurança, saúde e meio ambiente (EHS), além de reforçar a desinfecção dos locais de trabalho e medição da temperatura dos trabalhadores.

“Cancelamos eventos e viagens, restringimos a entrada de visitantes em nossas unidades, ampliamos a disponibilidade de transporte e estendemos o horário de funcionamento dos refeitórios em Pindamonhangaba [interior de São Paulo]”, acrescenta Daniel Forastieri, diretor de Saúde, Segurança e Meio Ambiente da companhia.

A empresa já possui ferramentas de gestão conhecidas mundialmente, tais como Observações de Comportamento Seguro (BBS); Programa Mentor; Subcomissão da Cipa; Pare e Pense (ferramenta que ajuda a refletir sobre os riscos antes mesmo de executar a tarefa); auditorias; e Hora da Segurança — processo em que todos os gestores vão à operação por uma hora para conversar com os profissionais e atuar na prevenção dos riscos.

“A maior parte dos programas é simples, mas de grande impacto. Quando falamos em segurança, quanto mais simples, mais fácil obter boa aderência no chão de fábrica”, reforça Forastieri.

Há ainda iniciativas que envolvem alta tecnologia, como o treinamento virtual de operação de empilhadeira e pontes (simula exatamente o ambiente da Novelis no qual o operador irá trabalhar); o monitoramento online de comportamento durante operação de empilhadeira (Caspel); e o bodyguard, para áreas em que há pessoas e empilhadeiras no mesmo ambiente.

Hydro
A Hydro também reforçou os protocolos por conta da pandemia. Além das medidas mencionadas pelas outras companhias, destaca-se a aquisição de equipamentos com tecnologia ultravioleta para aumentar o nível de segurança nas unidades, a partir da desinfecção de ambientes e equipamentos.

As unidades da empresa contam com médicos, enfermeiros, assistentes sociais e técnicos de enfermagem disponíveis para atendimento presencial e serviço de home care. Os atendimentos podem ser feitos remotamente, por meio de um número de telefone ‘0800’. 

A companhia está realizando ainda a aplicação de testes rápidos da Covid-19 em empregados e contratados nas unidades do Pará. A participação na testagem é voluntária e, com base nos resultados, é possível iniciar o tratamento médico imediatamente. Também são identificados os contatos próximos aos casos positivos, permitindo antecipar a quarentena e aumentar a prevenção.

CBA
Além das ações já adotadas pelo setor nesse período, a Companhia Brasileira de Alumínio (CBA) estabeleceu o Programa Plenamente, iniciativa de apoio à saúde mental que está disponível para todos os empregados e familiares. A ação contempla assistência psicológica e social, orientação jurídica e consultoria financeira.

Outra ação em andamento é o canal de atendimento telefônico “É Corona?”, voltado para o esclarecimento de dúvidas referentes ao coronavírus. Um grupo formado por profissionais da saúde presta atendimento 24 horas por dia a funcionários que apresentem possíveis sintomas, faz os devidos encaminhamentos médicos e orienta sobre os cuidados a serem adotados.

A Política de Gestão Integrada da CBA engloba as diretrizes para segurança e saúde ocupacional, considerando os requisitos legais e as melhores práticas de mercado.

“Todos na empresa estão cobertos por esse sistema, tanto empregados próprios como terceirizados”, explica Marcionilio Neto, gerente de Saúde e Segurança da CBA.

Entre as inovações da área de segurança, estão:

  • Uso de realidade virtual em treinamentos;

  • Entrega de equipamentos de proteção individual (EPIs) com assinatura biométrica:

  • Desenvolvimento de sistema informatizado para gerenciar a aplicação e os dados das ferramentas de segurança.

Alcoa
Além de atender às recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS), Ministério da Saúde e autoridades estaduais e municipais, a Alcoa implementou um programa próprio de controle em suas três unidades — Juruti (PA), São Luis (MA) e Poços de Caldas (MG).

Em Juruti, as ações incluem:

  • Fornecimento de máscaras de tecido, com material de treinamento e orientação;

  • Instalação de postos avançados do serviço médico no porto e na mina;

  • Distribuição gratuita de medicamentos para funcionários sintomáticos, mediante receita médica;

  • Telemonitoramento e medicina domiciliar.

De acordo com Lucy Jesus, gerente de Saúde, Segurança e Meio Ambiente da Alcoa Juruti, no dia a dia, cada colaborador já é treinado para realizar sua atividade laboral de forma segura, assim como identificar riscos e buscar a melhoria contínua.

“Eles têm autoridade para interromper qualquer atividade que possa representar risco à saúde, segurança e meio ambiente.”

A empresa tem um sistema global de notificação, investigação, prevenção e correção de riscos à saúde e segurança nas operações por nível de gravidade em plataformas disponíveis para acesso por computadores e celulares.

Alubar
Na Alubar, fabricante de cabos elétricos de alumínio, além das práticas comuns no setor, houve ajuste das escalas operacionais, alternando com o regime de home office. Diariamente, a área de medicina do trabalho acompanha os casos suspeitos e confirmados da doença entre os colaboradores, orientando-os da maneira correta e fornecendo medicações conforme receituário médico.

“Todas as medidas são constantemente revistas, de acordo com o cenário da pandemia nas regiões em que a Alubar mantém unidades e escritórios. As ações são executadas de forma alinhada às recomendações das autoridades de saúde”, explica Ana Carolina Santos, gerente de Gestão de Pessoas.

A Alubar conta com o Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT) e realiza com frequência campanhas de conscientização e eventos voltados à prevenção de acidentes e promoção à saúde.

 Em 2019, a empresa instalou nas máquinas da fábrica de Barcarena (PA) botões de parada rápida sem fio. A melhoria permite que o operador, em situação de emergência, pare um equipamento por controle remoto, a uma distância de até 50 m.

 

Veja também:

Com alumínio, pesquisadores criam primeiro material não cortável do mundo

Engenheiros da Universidade de Durham, na Inglaterra, desenvolveram o primeiro material não cortável do mundo. Batizado como Proteus, em referência ao deus grego, ele foi inspirado em elementos da natureza e tem a estrutura composta por uma espuma metálica de alumínio e esferas de cerâmica (alumina). O Proteus é altamente deformável e ultrarresistente a cargas

Nasa homenageia profissionais de saúde com placa de alumínio

A National Aeronautics and Space Administration (Nasa) criou uma placa de alumínio para homenagear os profissionais de saúde na luta contra a Covid-19 no mundo. A peça será enviada para Marte por meio do rover Perserverance, um veículo não tripulado de exploração espacial. O lançamento está previsto para 20 de julho. Nessa missão, o rover

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
Menu