118319653_1156356921411163_7997566734701042134_o (1)

Reserva ambiental mantida pela CBA é destaque em Goiás

No local, economias tradicionais ajudam a custear área de preservação do Cerrado

O Legado Verdes do Cerrado é uma reserva particular de desenvolvimento sustentável da Companhia Brasileira de Alumínio (CBA). Localizada em Niquelândia (GO), a área, de 32 mil ha, sendo 80% de cerrado nativo, administrada pela Reservas Votorantim – gestora de ativos ambientais do grupo – destaca-se pela conservação e nova economia integrada com atividades tradicionais.

Há três anos, a forma de uso e ocupação do solo foi modificada no local. Atualmente, 20% são destinados às economias tradicionais (pecuária, agricultura e silvicultura), usados de maneira inteligente e rentável para custear os 80% restantes, os quais representam a área de cerrado nativo conservado.

“Acreditamos que podemos ter uma sociedade melhor a partir do momento em que mudamos nossa relação com o Cerrado. O Legado Verdes tem um papel importante não só em promover ações de conservação, mas também em levar o Cerrado para perto das pessoas, seja por meio de pesquisas científicas, seja por ações de reflorestamento ou paisagismo urbano com mudas nativas e ações educativas para a população”, explica David Canassa, diretor da Reservas Votorantim.

Iniciativas
A propriedade conta com um sistema agroflorestal – antes ocupado pelo plantio de eucalipto. Atualmente, tem 6 ha de área cultivada com previsão de expansão para 17. Mais de 5 mil mudas de espécies como limão, banana, goiaba, mandioca, cajuzinho-do-cerrado e baru já foram plantadas ali.

Outra ação, realizada em parceria com a Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), jovens de Niquelândia e produtores rurais locais, buscou a recuperação de nascentes a partir da plantação de 1,4 mil mudas nas regiões dos córregos Buriti e Taquari e do rio Traíras, de onde é captada toda a água que abastece o município.

As mudas foram produzidas no Centro de Produção de Biodiversidade (CPB) do Legado, que trabalha com espécies nativas. A partir de 2018, o CPB cresceu e alcançou a capacidade de produção de 300 mil mudas/ano, atendendo principalmente a demanda de projetos de reflorestamentos nos Estados de Goiás e Minas Gerais.

O banco de sementes contribui ainda para o melhoramento genético, já que, por meio da seleção de sementes, é possível reduzir a suscetibilidade das plantas a pragas ou a mudanças climáticas.

Crédito da imagem de abertura: Luciano Candisani/Redes sociais Legado Verdes do Cerrado

Veja também:

Projeto inspira jovens profissionais a ingressar no mercado do alumínio

No cenário atual de incertezas — também em decorrência da pandemia do novo coronavírus —, disseminar conhecimento, compartilhar experiências e dicas são primordiais para os estudantes de graduação e recém-formados se prepararem para o mercado de trabalho. Atenta a essa demanda e na busca constante pela aproximação com o meio acadêmico, a Associação Brasileira do

Em alta, setor de eletroeletrônicos aposta cada vez mais no alumínio

Notebooks, smartphones, tablets e TVs de tela plana são dispositivos indispensáveis em um mundo conectado à internet. E isso ficou ainda mais evidente durante a quarentena imposta pela pandemia do novo coronavírus. O isolamento social e a adesão ao regime de trabalho home office impulsionaram esse setor. Desde março, as vendas de notebooks e tablets

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
Menu