courier-1214227_1280 (1)

Refeição via delivery: cresce demanda por embalagens de alumínio

Grupo Wyda registra aumento de 213% nas vendas em modelo de bandeja retangular

A quarentena adotada para conter a pandemia do novo coronavírus no Brasil tem impulsionado o sistema de entrega de refeições. Desde o início do ano, o aplicativo Rappi – um dos principais do segmento – registrou aumento de 30% no número de pedidos nas categorias de farmácia, restaurante e supermercado. O movimento tem refletido na maior demanda por bandejas de alumínio utilizadas pelos estabelecimentos comerciais nesse tipo de serviço.

Cadu Migliorini, responsável pelo marketing no Grupo Wyda, uma das fabricantes do setor, conta que as embalagens mais vendidas nesse período de isolamento social são das linhas industrial e food service.

“São os pratos redondos, as famosas marmitas, e as bandejas de alumínio retangulares com tampa cartão ou com tampa transparente de plástico”, explica.

A fabricante registrou aumento significativo de 213%, nas vendas das bandejas D4, e de 90% nas bandejas D17.

“Atuamos em todo o território nacional, exportando para países vizinhos da América Latina e para a África. Mas sentimos o aumento da demanda por modelos mais usados no delivery, por enquanto, apenas aqui no Brasil”, informa Migliorini.

Embalagem D4, da Wyda: aumento de 213% nas vendas (Imagem: Divulgação)

Vantagens
O alumínio é um dos materiais mais indicados para atender as necessidades de estabelecimentos comerciais voltados à alimentação. Além de ser uma excelente barreira contra os fatores externos, é um material leve, durável, resistente à oxidação e infinitamente reciclável.

LEIA TAMBÉM:
Maior consumidor de alumínio no Brasil, setor de embalagens vai além das latas

Veja também:

Linha Native One de café expresso ganha novas cápsulas de alumínio

A Native renovou a linha de café expresso orgânico Native One e oferece agora cápsulas de alumínio 100% recicláveis, com cores que diferenciam o sabor das intensidades disponíveis. Os produtos também receberam embalagens herméticas, as quais, segundo a fabricante, garantem a qualidade e as características do café durante todo o período de validade (shelf life).

Cresce a demanda por embalagens de alumínio em meio à pandemia

O consumidor brasileiro mudou os hábitos diante da pandemia do novo coronavírus. Por permanecer mais tempo dentro de casa, tem optado por produtos com maior prazo de validade, refeições via delivery e a compra de bebidas em lata, segmentos atendidos pelo setor de embalagens de alumínio. Fernando Wongtschowski, gerente sênior de Estratégia e Marketing da

Fabricantes de latas de alumínio doam cestas básicas para catadores

A Associação Brasileira dos Fabricantes de Latas de Alumínio (Abralatas) vai realizar ao longo de três meses, uma ação humanitária para doar mais de 4.500 cestas básicas a cerca de 5 mil catadores de materiais recicláveis, entre autônomos e cooperados, que tiveram a renda comprometida por causa da pandemia. Esses profissionais representam 63 cooperativas espalhadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
Menu