bloggif_57db9112a7997

Com o objetivo de promover o uso e ressaltar a importância do alumínio no setor, Associação Brasileira do Alumínio promove press trip de Construção Civil

O segmento de construção civil é o terceiro maior mercado consumidor de alumínio, com uma participação média de 15% do total da demanda doméstica do metal. Aposta do setor para driblar a retração do mercado é em inovação e soluções sustentáveis alinhadas à demanda por construções sustentáveis do mercado.

Apenas no ano passado, foram consumidas 198 mil toneladas de alumínio na construção civil, sendo 83% desse total constituído por perfis extrudados utilizados para a fabricação de sistemas de esquadrias, fachadas, guarda-corpos, portas e janelas, de acordo com dados da Associação Brasileira do Alumínio (Abal). Com a intenção de apresentar de perto tais vantagens do alumínio e suas aplicações, a entidade promoveu, no último dia 31 de agosto, uma press trip sobre o ciclo do alumínio na construção civil para jornalistas de diversos veículos (DCI, O Empreiteiro, Finestra, Vidro Plano, entre outros) e acadêmicos.

A visita teve início na Companhia Brasileira do Alumínio (CBA), do Grupo Votorantim, na cidade de Alumínio, em São Paulo. Depois da apresentação da companhia, os presentes puderam acompanhar o passo a passo da fundição do alumínio, até a produção de tarugos, extrusão de perfis e os processos de acabamento por pintura e anodização.

Em seguida, os visitantes se encaminharam à fábrica de esquadrias de alumínio da Tecnofeal, em Diadema, onde conheceram os projetos da empresa com aplicação de alumínio. Após a apresentação, houve um tour pela fábrica, mostrando sua estrutura e os processos de produção que ali acontecem.

Para concluir, a visita dirigiu-se para um dos cases da empresa: a fachada de um dos novos blocos do Hospital Sírio Libanês, que recebeu cerca de 27 mil metros quadrados de esquadrias de alumínio. Marlon Archas, diretor técnico da Tecnofeal, explica que a fachada utilizada no HSL proporciona aos pacientes o conforto acústico, que é proveniente do conjunto de perfis, das vedações e dos vidros e, também, conforto térmico que é resultado da atuação dos painéis “shadow box” e do vidro. “Como produto complementar a fachada, foram utilizados persianas de enrolar motorizadas Feal Wide 4000, que proporcionam ao paciente o controle de luminosidade e intempéries para utilização das sacadas dos apartamentos. Nos ambientes que não dispõe de sacada, foram utilizadas as persianas e black out entre vidros para controle de luminosidade das unidades”, conta.

Com esta aproximação de imprensa e academia, foi possível abrir novas oportunidades de estudos sobre a presença do alumínio na Construção Civil e divulgar a sua importância, tanto econômica quanto ambiental, para empresas e consumidores finais.

As fachadas em alumínio representam soluções muito importantes para o setor da construção civil, pois os revestimentos que normalmente são aplicados nas obras, passam a ser substituídos por um produto composto por materiais de longa durabilidade, que é o caso do alumínio e o vidro. Sem contar, que são materiais que necessitam de baixo índice de manutenção, o que gera benefício ao planejamento de custos do empreendimento. Tratando- se destes fatores, há o conforto térmico e acústico que é proporcionado aos ambientes e as pessoas.

Conforme a composição dos perfis de alumínio, vidros e isolamentos utilizados no projeto de esquadrias, pode ser reduzido o consumo de energia com sistemas de ar condicionado e iluminação, o que é excelente para a questão ambiental.

Para saber mais sobre o tema, confira a matéria de capa de nossa última edição da revista Alumínio.

Veja também:

Projeção do PIB da construção sobe de 2,5% para 4% em 2021

A Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) divulgou, no dia 26 de julho, estudo sobre o desempenho econômico do mercado no segundo trimestre de 2021. Os dados apontam para crescimento de 4% do Produto Interno Bruto (PIB) do setor em 2021, retornando ao patamar previsto no início do ano. Se confirmado, será o maior

Albras doa tijolos refratários para prefeitura de Barcarena (PA)

A Albras, subsidiária da multinacional norueguesa Hydro, doou tijolos refratários usados para a Prefeitura de Barcarena, no Estado do Pará. O material será utilizado para pavimentação de ruas. Em 2020, cerca de 500 t desse resíduo repassadas à Secretaria Municipal de Infraestrutura e Desenvolvimento Urbano contribuíram para base e sub-base de 30 km de vias. Esse material não sofre

Hydro Extrusão lança nova linha de esquadrias de alumínio

No dia 10 de junho, a Hydro Extrusão lançará a linha de esquadrias de alumínio denominada Gold Slim. Indicada para janelas e portas de correr, ou integradas com persiana, a solução traz inúmeras vantagens, como por exemplo, a maior passagem de luz, estanqueidade à água e redução no peso, além de custo mais competitivo para

Rolar para cima