Black African professional women worker happy working count checking inventory production stock control in business factory  industry warehouse waring engineer suit and helmet for safety

Para retomar produção, Alumar aposta na diversidade e forma mão de obra feminina

Em parceria com o Senai, companhia viabiliza formação de mulheres para operação do smelter

O Consórcio de Alumínio do Maranhão (Alumar) firmou uma parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) para promover a capacitação de 50 profissionais – por meio do Projeto Mulheres na Redução Alumar – para atuarem na produção de alumínio primário, com previsão de retomada em abril deste ano.

“Valorizamos a oferta de um bom ensino e, ao longo dos anos de parceria, o Senai tem demonstrado muito comprometimento com a formação dos seus alunos, o que consequentemente impacta na qualidade dos profissionais”, comenta Raiane Oliveira, gestora de Recursos Humanos da Alcoa.

Segundo Gilberto Lopes, gerente de Gestão de Tecnologia e Inovação do Senai Maranhão, durante muitos anos de atuação em São Luís (MA), a Alumar tem se esforçado para englobar a diversidade nas suas operações, com mulheres trabalhando na instrumentação e até mesmo na área de solda.

“A Alumar vem, mais uma vez, quebrar os paradigmas e estender possibilidades para as mulheres maranhenses no setor de operação, uma área de alta complexidade. O Senai tem a responsabilidade, pela confiança depositada pela Alumar no sentido da formação e preparação dessas mulheres, de mostrar para o resto do Brasil a importância de se engajar num programa dessa magnitude”, explica o executivo.

Os cursos de formação requisitados pela Alumar são:

  • Operador de Processos Metalúrgicos do Alumínio (OPMA)
  • Técnico em Eletromecânica

A previsão de início é para a segunda quinzena de fevereiro de 2022.

Com informações do site Maranhão Hoje

Veja também:

CBA investe em tecnologia para ser ainda mais eficiente

Em entrevista ao Liderança Digital, série promovida pelo Valor Econômico, Ricardo Carvalho, presidente da Companhia Brasileira de Alumínio (CBA), falou sobre a importância das novas tecnologias para maior competitividade da indústria do metal.   Segundo o dirigente, a empresa lançou a jornada CBA 4.0 em 2018, que envolve pessoas, processos, tecnologia e cibersegurança, e trabalha

Alumínio contribui com a sustentabilidade de eventos

Na pré-pandemia, a indústria de eventos movimentava R$ 854 bilhões por ano no Brasil e representava 13% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional, de acordo com dados divulgados pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e Ministério do Turismo. Apesar do forte impacto e das incertezas causadas pela crise sanitária, a preocupação

Daniel Marrocos Camposilvan assume diretoria de Energia da CBA

O Conselho de Administração da Companhia Brasileira de Alumínio (CBA) aprovou a indicação de Daniel Marrocos Camposilvan para o cargo de diretor do Negócio Energia. O profissional assume o posto a partir de 1° de fevereiro de 2022. A empresa tinha comunicado, em outubro de 2021, a decisão de gerir internamente a operação de suas

Rolar para cima