volvo

Novelis e Volvo criam sistema para reciclagem total do alumínio usado pela montadora

Ciclo fechado para reaproveitamento do metal diminui as emissões de CO2 em 78% na fabricação do alumínio e em 68% no transporte de matéria-prima

A Novelis e a montadora Volvo anunciaram recentemente um acordo para o reaproveitamento total do alumínio empregado no processo de fabricação dos carros da montadora sueca.  Por meio do sistema de circuito fechado, as empresas trabalham juntas para recuperar a sucata, reduzindo a pegada de CO2 da chapa de alumínio entregue à Volvo e permitindo que o material já usado permaneça na cadeia de valor e seja reaproveitado infinitamente.

Fechar o ciclo também envolve a adoção de um sistema logístico mais ecológico: ao invés de transportar as chapas entre Novelis e a Volvo por meio rodoviário, o material será movimentado em trens — a mudança diminui em 68% a emissão de CO2 na atmosfera.

“Estamos muito orgulhosos do sistema que introduzimos na Volvo. Como líder global em reciclagem de alumínio, a Novelis foi pioneira nos maiores sistemas de reciclagem automotiva em ciclo fechado do mundo. Dessa forma, estamos reduzindo nossa dependência do alumínio primário e criando um modelo de negócios mais eficiente e sustentável para nós e nossos clientes”,  diz Michael Hahne, vice-presidente automotivo da Novelis Europe.

A Novelis explica em comunicado que a mudança da maneira de negociar da abordagem linear tradicional para a de malha fechada, dentro do conceito de economia circular, permite acelerar e multiplicar o potencial de sustentabilidade do alumínio como um metal leve e infinitamente reciclável, além de reduzir o carbono incorporado nos produtos. 

A empresa, vale ressaltar, aumentou o uso de alumínio reciclado em sua produção, passando de 33% do conteúdo total de reciclado, em 2010, para 61% no ano fiscal de 2019.

Veja também:

Porsche produz pistões de alumínio inovadores com impressão em 3D

Pela primeira vez, a Porsche utilizou a impressão em 3D para desenvolver pistões de alumínio. Os êmbolos foram testados no motor de alto desempenho GT2 RS usado no modelo 911. A montadora já tem utilizado a tecnologia para a construção de protótipos e de peças de reposição há algum tempo. Com a impressora 3D TruPrint

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
Menu