Com latas de alumínio cortadas e queimadas, Block conseguiu criar uma peça diferenciada para representar o mundo. Outras obras como esta são marca registrada do artista norte-americano

Mundo de alumínio

A cartografia é a ciência da representação gráfica da superfície terrestre, que tem o mapa como seu produto final. Dentro deste segmento, o alumínio tem sido utilizado para a produção de mapas acessíveis para deficientes visuais. Os mapas táteis, utilizados em aulas inclusivas, podem ser feitos com o material para garantir fácil manipulação e precisão do relevo.

Mas a aplicação do alumínio não se restringe apenas à inclusão. Muitos artistas já se empenharam em representar o mundo utilizando o metal leve, como é o caso de Michal Porycki, polonês de Olsztyn, que aplica uma tecnologia avançada para criar mapas de alto relevo em madeira e alumínio.

Ele os estrutura com um processo de impressão 3D que nivela os lagos em um modelo visual baseado na batimetria (medição da profundidade dos oceanos, lagos e rios). Assim que o processo é concluído, Porycki e seu pai finalizam o mapa de alumínio com a madeira, para contornar a área que representa a as águas com uma imagem precisa da terra e posicioná-la na moldura.

Outro artista que trabalha com o alumínio criando mapas é o canadense Parvez Taj, responsável por desenhar a peça The Moon Shadow, feita com tinta UV e alumínio escovado – que faz as cores do mapa se destacarem e causa um efeito de profundidade. Assim como Taj e Porycki, o norte-americano Gregory Block desenvolveu um mapa mundi, nomeado Explorer’s Map, feito especificamente com latas de alumínio cortadas, queimadas em diferentes graus e unidas como em uma colagem.

Veja também:

Setor de esquadrias de alumínio adapta-se ao novo cenário no Brasil

A Associação Nacional de Fabricantes de Esquadrias de Alumínio (Afeal) realizou na última quarta-feira, dia 17 de junho, uma transmissão ao vivo com a participação de lideranças da Assa Abloy Brasil, Hydro Extrusion, Perfil Alumínio e 3A Alumínio. A partir do tema Virando o jogo, os executivos abordaram as principais mudanças na indústria desde o

Randon produz componentes de alumínio para ventiladores pulmonares

A Randon, por meio de sua subsidiária, a Ferrari Indústria Metalúrgica, está participando de um trabalho colaborativo liderado pela Embraer. Trata-se da construção de 300 ventiladores pulmonares destinados à rede de saúde neste período de pandemia. Coube à companhia a fabricação das válvulas reguladoras de fluxo de ar e tubos venturi — componentes usados para

Hydro registra crescimento de produção no Brasil em abril e maio

Um balanço realizado pela Hydro do Brasil mostra que os volumes de produção de bauxita e alumina aumentaram em abril e maio, em comparação ao mesmo período de 2019. Nos meses analisados, foram produzidas 1,76 milhão de t de bauxita, 94% a mais em relação ao ano anterior. Já a produção de alumina cresceu 82%,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
Menu