Aplicações da marca (2)

MRN lança nova marca para reforçar atuação sustentável na Amazônia

Companhia opera há 42 anos com respeito ao meio ambiente e às pessoas

Nesta quinta-feira a Mineração Rio do Norte (MRN) apresenta um novo posicionamento no mercado com a tagline “Bauxita sustentável do Pará para mundo”. O objetivo é reforçar o modo de fazer e agir em suas operações na Amazônia, no distrito de Porto Trombetas, no município de Oriximiná (PA).

Há 42 anos, a companhia tem mantido um forte relacionamento com o entorno.

“A nova marca consegue, ao mesmo tempo, dialogar com a essência do nosso negócio e com o nosso propósito, que é operar com sustentabilidade, respeito ao meio ambiente e às pessoas. Por tudo isso, queremos ser orgulho não só para os paraenses, mas para o Brasil. Nosso jeito de fazer é movido pelo diálogo, por conexões reais e pelo legado àquela que nos oferece tudo: a Floresta Amazônica”, explica Guido Germani, CEO da MRN.

Estão previstas diversas ações de aplicações da nova marca, que traz formas mais orgânicas e suaves, além do tom verde. O elemento abaixo da tipografia faz referência ao leito do rio, mostrando a relação com o negócio da empresa, já que o embarque de bauxita é feito por via fluvial.

No primeiro momento, a mudança ocorrerá no site, redes sociais e plataforma de comunicação interna e engajamento.

“Teremos uma página dentro de nosso site explicando todo o conceito que sustenta essa plataforma de branding com um vídeo manifesto. Também contaremos com anúncios, peças de comunicação interna e postagens nas redes sociais oficiais e uma exposição itinerante com cartazes explicativos para os moradores de Porto Trombetas”, conta Karen Gatti, gerente de Comunicação da MRN.

Assista aqui ao vídeo manifesto.

Veja também:

Tekno Kroma recebe Troféu Transparência 2021

A Tekno Kroma, empresa que atua no mercado de revestimento de metais por meio do sistema de pintura coil coating, conquistou, pela 1ª vez, o Troféu Transparência 2021, concedido anualmente pela Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac) em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras (Fipecafi). “É o reconhecimento

Rolar para cima