Aston_Martin_DBX01-jpg

Leve e potente, primeiro SUV da Aston Martin tem carroceria de alumínio

Apesar das dimensões imensas do DBX, aplicação do alumínio confere apenas 2.245 kg ao veículo

Os britânicos da Aston Martin, montadora especializada em esportivos de luxo, se renderam aos SUVs, veículos que caíram nas graças do consumidor. A empresa de 106 anos de história apresentou no Salão de Los Angeles, nos Estados Unidos, seu primeiro modelo do tipo, batizado de DBX.

O gigante tem 5,03 m de comprimento, 1,99 m de largura e entre-eixos de 3,06 m. Por baixo do capô, ronca um motor V8 4.0 turbo que entrega impressionantes 550 cv.

Diante de números tão “parrudos”, a leveza que só o alumínio pode oferecer: o DBX pesa 2.245 kg. Bastante para os SUVs que rodam pelas ruas brasileiras, de proporções menores, mas pouco diante da mecânica do grandão da Aston Martin.

Tal peso só é possível graças à carroceria feita de alumínio, material mais leve do que o aço. A leveza do chassi do DBX, combinada com o motor potente, faz o carro avançar de 0 a 100 km/h em apenas 4,5 segundos. A velocidade máxima é de 291 km/h.

De acordo com a montadora britânica, a carroceria de alumínio colado é feita utilizando uma técnica aprimorada do desenvolvimento do portfólio de carros esportivos. Isso permite uma estrutura leve e rígida.

Crédito da imagem de abertura: Divulgação

Veja também:

Alumínio aplicado no primeiro Airbus 380 a entrar em operação se transforma em souvenir

Em janeiro deste ano, o primeiro avião do modelo Airbus 380 foi totalmente desmontado. Parte das 560 toneladas da fuselagem foi transformada em sete mil etiquetas de alumínio para bagagem, com edição limitada. O produto foi fabricado pela Aviation Tag, empresa especializada na transformação do material proveniente de aeronaves em souvenir. As etiquetas exclusivas podem

Novelis mantém parcerias estratégicas no setor automotivo

Com foco no desenvolvimento de veículos mais leves e eficientes, a Novelis está trabalhando com diversos produtores de equipamentos para veículos, os chamados Original Equipment Manufacturers (OEMs), para oferecer ligas de alumínio de alta resistência e com processos que atendam as demandas atuais. Atualmente, 100% das chapas de alumínio enviadas à fábrica da Jaguar Land Rover

Ligas modernas melhoram eficiência dos modelos da Mercedes-Benz

A equipe de pesquisa e desenvolvimento da montadora alemã Mercedes-Benz já utiliza ligas de alumínio em seus produtos. O objetivo é melhorar a eficiência de combustível e, consequentemente, diminuir o desgaste do automóvel. Os metais mais leves e duráveis estão presentes tanto nos chassis, carroceria, freios e aerofólio, como nos acabamentos internos — no caso

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
Menu