media

Inscrições para programa de trainee do Grupo Prysmian encerram-se esta semana

Jovens profissionais têm até quinta-feira, 31 de outubro, para se candidatar

Os interessados em uma vaga na edição 2020 do programa de trainee do Grupo Prysmian, o Build the Future, devem correr: o prazo máximo para inscrição é quinta-feira, dia 31 de outubro.

A multinacional italiana, fabricante de cabos e sistemas de energia e de telecomunicações, seleciona profissionais para uma experiência imersiva nas unidades do Brasil e no mundo. O programa começa com duas semanas na matriz, em Milão, Itália, onde a empresa apresentará os negócios e produtos, demonstrados na prática com a visita a uma das plantas industriais.

As duas semanas de integração possibilitarão que os estagiários voltem ao Brasil e participem, em uma das sete plantas industriais no País, de um trabalho de até nove meses em três diferentes áreas:
– Comercial;
– Pesquisa & Desenvolvimento
– Operações.

Os últimos três meses, completando um ano de atividades após a imersão, terão como objetivo “aquecer” os profissionais para uma missão internacional de dois anos. Encerrada a fase no exterior, os participantes voltam ao Brasil para assumir nova responsabilidade nas áreas técnicas ou de negócios, iniciando a carreira júnior no Grupo Prysmian.

Quem pode se inscrever?
O programa aceita as inscrições de jovens recém-graduados (até 18 meses após a emissão do diploma) ou que estejam prestes a encerrar a graduação em áreas relacionadas à Engenharia, Administração e Economia.

É fundamental ser fluente em inglês, ter excelente capacidade e habilidades comunicativas e disposição para aprender e se relacionar com outros colegas. Experiências internacionais, como estágios e intercâmbios, são diferenciais. Para se inscrever, clique aqui.

Crédito da imagem de abertura: divulgação

Veja também:

Câmara dos Deputados aprova texto base da ‘Nova Lei do Gás’

A Câmara dos Deputados aprovou na noite do dia 1º de setembro o texto-base da chamada Nova Lei de Gás, Projeto de Lei 6407/13, que altera o marco regulatório do setor de gás natural, matéria-prima importante para a geração de energia elétrica das indústrias de alumínio. Agora, o projeto será submetido ao Senado Federal. Entre

Grupo Alubar abre empresa para centralizar administração

Fabricante de cabos elétricos e vergalhões de alumínio, o Grupo Alubar acaba de criar a Alubar Global Management. Com escritório localizado em São Paulo, a companhia buscará fortalecer a administração das unidades e escritórios no Brasil, Canadá e Estados Unidos, além de prospectar novas oportunidades de mercado. Dirigida por Maurício Gouvêa (na imagem, o terceiro

Quando o alumínio é a melhor opção para cabos de energia elétrica?

O setor elétrico registrou a maior alta (26,9%) dentre os mercados que mais consumiram alumínio em 2019, de acordo com o Anuário Estatístico 2019, divulgado pela Associação Brasileira do Alumínio (ABAL). O resultado positivo está relacionado à fabricação de cabos de energia elétrica. Para entender o uso crescente desse material com o metal, mostramos a

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
Menu