capa (1)

Indústria fabrica fita de alumínio para cloroquina em apenas um dia

Produto será usado nas embalagens do medicamento que está sendo testado para combater a Covid-19

Para atender a demanda do governo federal em relação ao aumento da produção de cloroquina no Laboratório Químico e Farmacêutico do Exército (LQFEX), a indústria de embalagens do Grupo Prati-Donaduzzi, Centralpack, desenvolveu, em apenas um dia, a fita de alumínio que será utilizada nas embalagens do medicamento.

“Como é um medicamento que, provavelmente, o Ministério da Saúde utilizará para o combate ao coronavírus, não medimos esforços em ajudar neste momento. Um processo que demora 20 dias foi realizado em tempo recorde”, explica Gimenes Silva, diretor da Centralpack.

Segundo o diretor, a execução da demanda em regime de urgência foi possível graças à tecnologia aliada ao processo produtivo. “Como temos grande potencialidade na produção de embalagens, apresentamos as soluções necessárias com qualidade e agilidade.” 

O alumínio é um aliado importante quando usado em embalagens para remédios. Por não permitir a passagem de umidade, oxigênio e luz, o metal evita a deterioração não só de medicamentos, mas de outros produtos consumíveis.

Veja também:

Ball investe no e-commerce de bebidas em lata com campanha exclusiva

Com foco nos novos hábitos de consumo gerados pelo isolamento social, a Ball, fabricante de latas de alumínio, acaba de lançar o canal vadelatastore.com.br, junto com a campanha “Um brinde é o melhor presente”. Por meio da ação, os consumidores poderão enviar packs de latinhas, acompanhados por um cartão exclusivo do artista Pedro Henrique, autor

“Setor de embalagens é o que menos sofre, mas houve redução do consumo”

A crise sanitária causada pelo novo coronavírus impactou vários segmentos consumidores de alumínio. No entanto, o de embalagens tem sido mais resiliente, como explicou Milton Rego, presidente-executivo da Associação Brasileira do Alumínio (ABAL) durante live promovida pelo Instituto de Embalagens, no dia 11 de junho. Segundo Rego, como esse mercado está ligado aos insumos essenciais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
Menu