Foto protocolo Ibrap Pará (1)

Ibrap pretende investir R$ 80 milhões em fábricas de alumínio no Pará

Companhia firmou protocolo de intenções com o governo do estado

A Ibrap – empresa com sede em Urussanga (SC) – assinou um protocolo de intenções com o Governo do Pará para a instalação de fábricas de alumínio na região, a partir de um investimento de R$ 80 milhões.

Segundo o documento, estão previstas duas unidades produtivas de tarugo em Barcarena (PA), além de uma planta de perfis e esquadrias de alumínio em Santa Izabel do Pará (PA), próxima ao Complexo Penitenciário de Americano. O início da operação está previsto para 2023.

 Além de contribuir com a verticalização da cadeia produtiva do alumínio do estado, a Ibrap assumiu o compromisso de colaborar com a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) e trabalhar com mão de obra de reeducandos no setor privado de manufatura.

 A expectativa é que sejam gerados mais de 700 empregos diretos, temporários e com reeducandos do sistema prisional, além de 2.800 indiretos, envolvidos na cadeia de produção industrial.

“A partir do protocolo de intenções, vamos acompanhar todo o processo de instalação da empresa, apoiar o processo de obtenção do licenciamento ambiental, avaliar a concessão de incentivos fiscais e atuar na garantia do fornecimento do alumínio líquido”, explica José Fernando Gomes Júnior, titular da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme) do Pará. 

 O acordo foi celebrado entre Seap, Sedeme, Companhia de Desenvolvimento Econômico do Pará (Codec), Ibrap e Hydro Alunorte, refinaria de alumina com sede em Barcarena.

Veja também:

CBA investe em tecnologia para ser ainda mais eficiente

Em entrevista ao Liderança Digital, série promovida pelo Valor Econômico, Ricardo Carvalho, presidente da Companhia Brasileira de Alumínio (CBA), falou sobre a importância das novas tecnologias para maior competitividade da indústria do metal.   Segundo o dirigente, a empresa lançou a jornada CBA 4.0 em 2018, que envolve pessoas, processos, tecnologia e cibersegurança, e trabalha

Alumínio contribui com a sustentabilidade de eventos

Na pré-pandemia, a indústria de eventos movimentava R$ 854 bilhões por ano no Brasil e representava 13% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional, de acordo com dados divulgados pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e Ministério do Turismo. Apesar do forte impacto e das incertezas causadas pela crise sanitária, a preocupação

Daniel Marrocos Camposilvan assume diretoria de Energia da CBA

O Conselho de Administração da Companhia Brasileira de Alumínio (CBA) aprovou a indicação de Daniel Marrocos Camposilvan para o cargo de diretor do Negócio Energia. O profissional assume o posto a partir de 1° de fevereiro de 2022. A empresa tinha comunicado, em outubro de 2021, a decisão de gerir internamente a operação de suas

Rolar para cima