IMG-20200818-WA0008

Hydro testa tecnologia para extinguir barragens permanentes

Na prática, rejeitos de bauxita são devolvidos às áreas mineradas após secagem

Com objetivo de reduzir os impactos ao meio ambiente e oferecer mais segurança operacional, a Hydro aposta em um projeto inovador que visa a eliminar a construção de novas barragens permanentes de rejeitos ou de alteamento das estruturas existentes na Mineração Paragominas, no Estado do Pará.

A companhia investiu cerca de R$ 30 milhões nos testes na Tailing Dry Backfill, metodologia que realiza a disposição definitiva de rejeitos secos inertes em áreas já mineradas. Na prática, após a secagem em depósito temporário por 60 dias, os rejeitos de bauxita são devolvidos às áreas mineradas antes de elas serem reabilitadas e reflorestadas.

Iniciada em julho de 2019, a etapa de testes deve ser concluída ainda neste ano. A implementação em escala do projeto deve começar em seguida, após a aprovação da licença de operação concedida pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Pará (Semas). 

“A Hydro está comprometida em impulsionar a sustentabilidade na indústria do alumínio. Esse desafio direcionou nossos esforços na busca de práticas que podem eliminar a necessidade de criação de novas barragens de armazenamento permanente de rejeitos na mineração de bauxita”, explica John Thuestad, vice-presidente-executivo da Hydro. 

Veja também:

Indústrias do alumínio investem mesmo em meio à crise econômica e sanitária

Desde o ano passado, a pandemia do novo coronavírus tem exigido uma série de adaptações para que a indústria do alumínio continue a operar no País, já que a atividade é considerada essencial, levando em consideração a segurança e bem-estar dos profissionais. No entanto, nem mesmo o cenário imprevisível de crise tem impedido as companhias

Com apoio da ABAL, Nova Lei do Gás é sancionada

Na última quinta-feira (8/4), o presidente da república, Jair Bolsonaro, sancionou a lei 14.134/2021, que trata do novo marco regulatório do gás natural no país. O texto altera o regramento das atividades relativas ao transporte de gás previstas no art. 177 da Constituição Federal, entre outras ações.   A construção e ampliação de gasodutos pela

Evento ABAL Insights: 2021 deve ser positivo para a indústria do alumínio

O mercado global de alumínio, os efeitos da pandemia da Covid-19 e os cenários para 2021 foram tema do ABAL Insights, evento on-line realizado pela Associação Brasileira do Alumínio (ABAL) para os seus associados no dia 7 de abril. Ross Strachan, analista sênior de Alumínio Primário e Produto Transformado da CRU International, apresentou uma visão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima