Formula SAE

Hydro apoia carro elétrico com alumínio desenvolvido por estudantes

Apresentado em primeira mão na Fórmula SAE, veículo leva o metal em diversas aplicações

Alunos da Universidade Federal de Itajubá (Unifei), em Minas Gerais, se uniram para desenvolver um carro elétrico. A empreitada, apoiada pela Hydro, levou um ano para ser concluída e o resultado será apresentado em primeira mão na Fórmula SAE, que tem início nesta quarta-feira e segue até o dia 1º de dezembro, em São Paulo.

A Fórmula SAE é uma competição estudantil organizada pela Society of Automotive Engineers (SAE), com o objetivo de propiciar aos estudantes de engenharia a oportunidade de aplicar na prática os conhecimentos adquiridos em sala de aula, desenvolvendo um projeto completo e construindo um carro do tipo “Fórmula”.

A equipe Cheetah E-Racing, formada pelos alunos, desenvolveu o protótipo de um carro elétrico com aplicação de alumínio, por ser um material mais leve e resistente à corrosão.

“A parceria com a Hydro vai garantir que os componentes estruturais do carro sejam otimizados. As ligas de alumínio serão usadas em peças de extrema importância, como cubo, caixa de direção e mancais de transmissão. Tudo isso possibilitará uma redução de peso do nosso carro e, como consequência, o aumento da eficiência”, comenta Douglas Shinkawa, membro da equipe Cheetah E-Racing.

Durante os três dias da Fórmula SAE, os carros passam por provas estáticas e dinâmicas, e avaliações das performances de cada projeto na pista.

Além disso, as equipes fazem apresentações do projeto e do modelo de negócio. Este ano, o evento chega à 16ª edição e reúne engenheiros de todo o Brasil para uma competição com visibilidade internacional.

Veja também:

Setor do alumínio será essencial para o transporte no pós-pandemia

Até o início da pandemia, 8,3 milhões de passageiros eram transportados nas linhas disponíveis do Metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) na Grande São Paulo. Já os ônibus levavam cerca de 8,8 milhões de pessoas todos os dias. Aglomerações, como se sabe, são perfeitas para a proliferação de vírus respiratórios. E nesse

A importância de projetos cooperativos para a cultura da inovação

A Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) realizou um webinar na última terça-feira, 30 de junho, para mostrar como a união entre empresas pode fortalecer a inovação no pós-Covid-19. Desde a fundação, em 2013, a organização social já superou a marca de 100 projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação cooperativos, modalidade na qual

Cresce procura por baús de alumínio na 4Truck

Mesmo com a pandemia do novo coronavírus,a 4Truck, empresa de implementos rodoviários feitos de alumínio para o segmento leve, aumentou em 50% o número de orçamentos no mês de maio. O crescimento se deve à demanda de transportadores e frotistas ligados à entrega de alimentos, medicamentos e materiais de limpeza, entre outros serviços fundamentais nesse

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
Menu