Da esq para dir - Jonnys Atila, Ana Paula e Maurício Gouvea (1)

Grupo Alubar abre empresa para centralizar administração

Denominado Alubar Global Management, o novo empreendimento tem a missão de gerir, planejar e tomar decisões estratégicas para o conglomerado

Fabricante de cabos elétricos e vergalhões de alumínio, o Grupo Alubar acaba de criar a Alubar Global Management. Com escritório localizado em São Paulo, a companhia buscará fortalecer a administração das unidades e escritórios no Brasil, Canadá e Estados Unidos, além de prospectar novas oportunidades de mercado.

Dirigida por Maurício Gouvêa (na imagem, o terceiro da dir. para a esq.), diretor-executivo do grupo, a nova unidade reunirá diretorias importantes: Comercial América do Norte, Comercial América Latina, Industrial e Planejamento Estratégico.

Como parte da reestruturação foi criada a direção de Operações Brasil, assumida por Ana Paula Bittencourt (na imagem, a segunda), que ocupava o cargo de gerente-geral da Alubar Montenegro, no Rio Grande do Sul. Ela será responsável pelas unidades gaúcha e de Barcarena (PA).

“Nos últimos anos, já vínhamos caminhando rumo à internacionalização, à expansão em nível global. As recentes mudanças na estrutura organizacional e a criação da Alubar Global Management são novos passos que estamos dando nesse caminho. O escritório global permitirá que a empresa melhore as práticas de gestão, além de inovar e investir em novas oportunidades de mercado”, explica Maurício Gouvea.

Veja também:

Alubar consolida-se no mercado do alumínio em 2019, segundo relatório anual

Após grande expansão em 2018, a Alubar – fabricante de cabos elétricos e vergalhões de alumínio e de condutores de cobre – seguiu na busca por novos mercados. Assim, a companhia adquiriu em 2019 unidades em Bécancour, no Canadá, e em Montenegro, no Sul do Brasil. Além disso, a empresa bateu recordes de produção e

Alubar adota ferramenta moderna de recrutamento e seleção

O Seja Alubar é o novo sistema de recebimento de currículos e preenchimento de vagas de emprego da companhia de cabos elétricos e vergalhões de alumínio no Brasil. Ao utilizar a plataforma Gupy, o objetivo é reduzir o tempo médio de seleção de 32 dias para até 15 dias, além de tornar os processos mais

Fornecedores de cabos de alumínio estão atentos a investimentos para o setor elétrico

A pandemia da Covid-19 impactou o setor elétrico. Devido às incertezas, o Ministério de Minas e Energia (MME) chegou a adiar os certames previstos para 2020. No entanto, em agosto, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou para dezembro o primeiro leilão de transmissão de energia elétrica do ano. Ao todo, 11 lotes devem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima