trofeugp-brasilf1-2019

GP Brasil de Fórmula 1 entrega troféu de alumínio fundido ao vencedor Max Verstappen

Peça homenageia Ayrton Senna, com menção às 41 vitórias do ídolo na modalidade

O holandês Max Verstappen foi o vencedor do movimentado GP Brasil de Fórmula 1, realizado ontem, 17 de novembro, no Autódromo José Carlos Pace, em São Paulo. Como prêmio, o piloto recebeu um belo troféu produzido com alumínio fundido.

A peça faz referência às 41 vitórias de Ayrton Senna na Fórmula 1, com imagens em 3D gravadas em toda a extensão do metal — a primeira vitória do ídolo brasileiro foi no GP de Portugal, em 1985; a última, no GP da Austrália, em 1993.

O troféu — idealizado em dois formatos, sendo um de 40 cm de altura e outro de 50, com peso aproximado de 2 kg e 2,7 kg, respectivamente —, foi desenvolvido pela agência Publicis, sob encomenda da cervejaria Heineken, patrocinadora do GP Brasil, e a família Senna.

Crédito da imagem de abertura: divulgação Heineken

Veja também:

30 anos da latinha de alumínio: Novelis tem papel decisivo no sucesso da embalagem

Conteúdo oferecido pela Novelis, patrocinadora Premium do portal Revista Alumínio Presentes nos mais variados estabelecimentos, as latinhas de alumínio começaram a ser fabricadas no Brasil em 1989. Apesar do tamanho compacto, o impacto delas no mercado nacional foi gigantesco. Atualmente, são produzidos cerca de 30 bilhões de latas por ano — a embalagem já envasa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
Menu