DSC_3582-embutida (2)

Esquadrias de alumínio aumentam o conforto e a eficiência energética das edificações

Características como refletividade e impermeabilidade são essenciais para o isolamento térmico e acústico

Além de valorizar projetos arquitetônicos, uma fachada bem elaborada desempenha a função de proteção contra agentes externos. Com a proximidade do verão e o aumento das temperaturas, além das festas de fim do ano — geradoras de ruídos —, a qualidade dessas fachadas é colocada à prova.

 Neste contexto, a indústria do alumínio fornece sistemas para portas, janelas e fachadas que atendem aos requisitos de desempenho previstos nas normas técnicas. Além do conforto térmico e acústico, as esquadrias metálicas colaboram com a melhor eficiência energética e, consequente, geram economia no funcionamento de prédios e casas.

Função da caixilharia 
Nataly Yoshino, gerente de Inovação e Desenvolvimento de Mercado da Companhia Brasileira de Alumínio (CBA), explica que, para garantir o isolamento termoacústico, o caixilho precisa aliar o controle de abertura – para entrada de luminosidade e ventilação – ao conforto ambiental da edificação.

“Esse desafio é mais complexo do que os atribuídos aos elementos opacos e estáticos, como paredes de tijolos”, alega.

O projeto do caixilho precisa dispor de um design que facilite a inserção de componentes com melhor desempenho de vedação como, por exemplo, guarnições técnicas, vidros especiais com multicamadas e câmaras internas, além de peças de movimentação e fechamento que contribuam com o conjunto entre as partes fixas e móveis.

“Neste contexto, o alumínio é versátil e serve de facilitador ao projetista, que pode conectar os materiais em um projeto complexo”, comenta a executiva. 

O alumínio também possui uma vida útil longa, acrescida pelos tratamentos de superfícies, como anodização e pintura, para exercer sua função por tempo prolongado.

“Desta forma, com o uso de materiais de boa qualidade e processos de fabricação que sigam rigorosamente os projetos dos produtos, a esquadria de alumínio é uma solução que atende plenamente as normas técnicas de conforto da habitação”, afirma a gerente da CBA. 

“Em esquadrias, devemos considerar a massa do material utilizado, o encaixe e a combinação entre as partes. Os acessórios, borrachas e escovas são materiais essenciais que devem ser considerados no cálculo. A esquadria deve ser projetada e instalada respeitando a lei da massa, fresta e frequência”, acrescenta Edison Claro de Moraes, diretor da Atenua Som e vice-presidente de Relações com o Mercado da ProAcústica.

  • “Lei da Massa”: quanto mais grosso o material, menor será sua vibração quando receber um som em sua superfície e, dessa forma, menor a chance de transmitir esse som;
  • “Lei da Fresta”: quanto maior a frequência do som, maior deve ser a vedação do sistema, pois sons com frequência maiores são mais incômodos;
  • “Lei de Frequência”: quanto maior a frequência do som, maior será o nível de absorção do material bloqueador, independente de sua composição.
Caixilho de alumínio com thermal break: solução favorece o isolamento térmico da esquadria

Demais benefícios do metal
O alumínio também possui uma característica de barreira importante para o setor de esquadrias. É impermeável e um excelente refletor de luz. Com isso, proporciona resistência ao calor, a infiltrações, intempéries e ruídos.

“Um dos destaques são as janelas oscilobatentes, aquelas que possuem duas opções de abertura (abrir ou tombar) e permitem a vazão natural do ar quente, contribuindo para regular a temperatura do fluxo de ar no ambiente. Elas ainda imprimem design e elegância ao projeto arquitetônico”, conta Magda Reis, consultora da Associação Brasileira do Alumínio (ABAL).

Segundo a especialista, as esquadrias de alumínio com perfis de poliamida no centro de sua estrutura também impedem a passagem do calor. Esses perfis são denominados no mercado como “pontes térmicas”, ou “termal breaks”.

Já os projetos de esquadrias de alumínio com desempenho acústico diferenciado são desenvolvidos a partir de tecnologias modernas de design e maior espessura dos perfis, aliados aos vidros e demais componentes que constituem as portas, janelas e fachadas.

“Para obter a melhor solução térmica e acústica das esquadrias de alumínio é necessário considerar as características de cada obra: localização do edifício no mapa do zoneamento climático brasileiro e as condições de ruídos presentes no entorno”, observa Magda Reis.

Perfis de alumínio produzidos pela CBA: material pode receber diferentes tratamentos de superfícies, como anodização e pintura

A Afeal listou os diferenciais do alumínio para as esquadrias:

  • Alta relação custo-benefício;
  • Durabilidade;
  • Economia;
  • Isolamento térmico e acústico;
  • Leveza e praticidade;
  • Peso específico superior ao PVC e a madeira, sendo vantajoso para o isolamento acústico (“lei da massa”);
  • Sustentabilidade;
  • Versatilidade, em função da facilidade no desenvolvimento de perfis no sistema de extrusão.

Case de sucesso
A “lei da fresta”, citada por Edison Claro de Moraes, trata da importância da vedação para o desempenho acústico. Segundo ele, reduzir o espaço entre o perfil e a parede em 1 mm pode diminuir a atenuação sonora em até 20 dB.

“Para atender a um problema real em São Paulo, fui indicado para solucionar as frequentes reclamações dos hóspedes do Hotel Unique, assinado pelo arquiteto Ruy Ohtake. Os principais incômodos vinham do barulho da avenida, devido às acelerações e frenagens de motocicletas e ônibus. A impressão dos hóspedes era de que a janela ficava aberta. Já na face oposta, o ruído vinha do som dos equipamentos de refrigeração”, conta Moraes.

Após uma verificação, o especialista constatou que o principal problema das janelas do tipo maxim-ar circulares, de 1,8 m de diâmetro, com fecho caracol, não vinham dos vidros e sim das vedações das esquadrias, que não atuavam da forma devida. A média de isolamento antes da intervenção do especialista era de 22 dB. Após o trabalho de vedação, passou a isolar 35 dB, em média.

Após intervenção, icônicas janelas do Hotel Unique, em São Paulo, passaram a isolar 35 dB, em média (Foto: Divulgação)


PSQ
Visando garantir o desempenho no setor, em 2017 foi criado o Programa Setorial da Qualidade de Portas e Janelas de Correr de Alumínio (PSQ), por meio de ação conjunta entre a ABAL, Afeal e fabricantes do mercado. A Tesis Consultoria é a entidade gestora técnica. Para mais informações, acesse os sites do PSQ e do Ministério do Desenvolvimento Regional.

Veja algumas normas importantes para o setor:

  • ABNT NBR 15575 – Edificações Habitacionais – Desempenho, que estabelece os padrões de qualidade dos sistemas de vedações internas e externas.
  • ABNT NBR 10152 – Níveis de ruído para conforto acústico;
  • ABNT NBR 10151 – Avaliação do ruído em áreas habitadas;
  • ABNT NBR 10821 – Esquadrias externas para edificações.

Para adquiri-las, basta acessar o site da ABNT.

Veja também:

Curso de extensão apresenta o alumínio para novos profissionais da arquitetura e construção

A falta de uma disciplina específica sobre o alumínio nas grades curriculares dos cursos de arquitetura e urbanismo, e a consequente carência de especificadores especializados no metal, motivou a Associação Brasileira do Alumínio (ABAL) a desenvolver um curso de extensão universitária gratuito sobre inovações e tendências deste mercado. A primeira edição, com o tema “O

Com nova planta, Aluxa amplia produção de perfis de alumínio

O novo complexo fabril da Aluxa, localizado em Flores da Cunha, na Serra Gaúcha, tem 6 mil m² de área construída e possibilizará o aumento da capacidade de produção de perfis de alumínio de 80 t para 130 t por mês. O plano de crescimento da empresa prevê ainda a instalação de uma nova linha

Afeal estima crescimento de faturamento do setor de esquadrias de alumínio em 10,5% em 2021

Depois da turbulência causada pela pandemia da Covid-19, o segmento de esquadrias de alumínio vive um momento positivo. É o que revelou Alberto Cordeiro, presidente da Associação Nacional de Fabricantes de Esquadrias de Alumínio (Afeal), no 4º encontro do segmento, realizado de maneira virtual e simultânea à Fesqua 2021 no dia 29 de setembro. Segundo o dirigente

Rolar para cima