WhatsApp Image 2020-07-30 at 11.50.42-d0dc09b8c36050ad

Covid-19: Novelis faz doação para nova fábrica de vacinas do Butantan

Projeto está em andamento e tem conclusão prevista para setembro deste ano

A Novelis é uma das 30 grandes empresas que fizeram um aporte financeiro para custear as obras de montagem e ampliação do novo Centro Multipropósito para Produção de Vacinas (CMPV), do Instituto Butantan. A doação para o governo do Estado de São Paulo ajuda a cumprir a meta de arrecadação estipulada.

Desde novembro de 2020, uma área pré-existente está sendo readequada e modernizada para a produção da vacina Coronavac em território brasileiro, em larga escala, sem que haja necessidade da importação da matéria-prima. A nova fábrica também contará com tecnologia para viabilizar outros imunizantes.

“Um dos nossos principais propósitos é olhar para a nossa comunidade e agir no que pode beneficiá-la. Em momento tão delicado e que afeta toda a sociedade, é um privilégio poder contribuir com o Instituto Butantan. Nossa doação terá significado ímpar: ajuda a salvar vidas. Nada poderia nos deixar mais orgulhosos e ansiosos para ver essa fábrica em plena produção”, testemunha Francisco Pires, presidente da Novelis América do Sul.

Coronavac leva alumínio na composição

 A Coronavac, desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac Biotech em parceria com o Instituto Butantan, utiliza o hidróxido de alumínio como adjuvante em sua composição.

Adicionados a alguns tipos de vacina, os adjuvantes melhoram a resposta imunológica do paciente, estimulando a produção de anticorpos. Além disso, podem contribuir para que a reação ocorra com mais rapidez, diminuindo a quantidade de antígenos (vírus ou bactéria) na substância, reduzindo custos e viabilizando o acesso para a população.

O alumínio é utilizado como elemento auxiliador na forma de sal (hidróxido, fosfato e sulfato) devido ao seu perfil de segurança, facilidade de preparação, estabilidade e alta capacidade imunoestimulante. Saiba mais sobre o assunto na reportagem.

 

 

Veja também:

Indústrias do alumínio investem mesmo em meio à crise econômica e sanitária

Desde o ano passado, a pandemia do novo coronavírus tem exigido uma série de adaptações para que a indústria do alumínio continue a operar no País, já que a atividade é considerada essencial, levando em consideração a segurança e bem-estar dos profissionais. No entanto, nem mesmo o cenário imprevisível de crise tem impedido as companhias

Com apoio da ABAL, Nova Lei do Gás é sancionada

Na última quinta-feira (8/4), o presidente da república, Jair Bolsonaro, sancionou a lei 14.134/2021, que trata do novo marco regulatório do gás natural no país. O texto altera o regramento das atividades relativas ao transporte de gás previstas no art. 177 da Constituição Federal, entre outras ações.   A construção e ampliação de gasodutos pela

Evento ABAL Insights: 2021 deve ser positivo para a indústria do alumínio

O mercado global de alumínio, os efeitos da pandemia da Covid-19 e os cenários para 2021 foram tema do ABAL Insights, evento on-line realizado pela Associação Brasileira do Alumínio (ABAL) para os seus associados no dia 7 de abril. Ross Strachan, analista sênior de Alumínio Primário e Produto Transformado da CRU International, apresentou uma visão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima