thumbnail_Chegada da usina de oxigênio em Juruti. Foto-Oslan Silva-Alcoa (3)

Covid-19: Alcoa contrata usina de oxigênio para área da saúde no Pará

Estrutura aumenta a autonomia de leitos clínicos e unidade de terapia intensiva

A Alcoa realizou mais um investimento para apoiar o município paraense de Juruti no enfrentamento da pandemia do novo coronavírus. Para isso a companhia contratou a locação de uma usina de geração de gases medicinais, com capacidade de produção de 480 m³/dia de oxigênio. O volume é equivalente ao consumo médio diário dos hospitais 9 de Abril e Municipal Francisco Rodrigues Barros.

“A usina deve reduzir a dependência da cidade em relação ao mercado de oxigênio e vai aumentar a autonomia dos leitos clínicos e de UTI, garantindo o funcionamento de ventiladores pulmonares e equipamentos fundamentais para os pacientes graves. Porém, é importante realizar a aquisição de cilindros adicionais para picos de necessidades emergenciais de oxigênio”, frisa Genesis Costa, gerente-geral da Alcoa Juruti.

A Alcoa tem atuado em parceria com diversas instituições e entidades para garantir assistência necessária aos pacientes internados com Covid-19. A empresa integra o Projeto Juruti contra a Covid-19, executado pelo Instituto Juruti Sustentável (Ijus), Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (Usaid) e outros parceiros com foco em medidas de prevenção e educação.

Veja também:

Consumo de alumínio tem alta de 25,2% no 1º semestre de 2021

A pesquisa de mercado consolidada pela Associação Brasileira do Alumínio (ABAL) no primeiro semestre de 2021 revela que o consumo doméstico de produtos transformados cresceu 25,2% em relação ao mesmo período do ano passado. O volume total foi de 805 mil t, sendo 88% de origem nacional e o restante de importações. “O bom desempenho

Estudos conduzidos pela CBA e UFV são destaque internacional

A parceria entre a Companhia Brasileira de Alumínio (CBA) e a Universidade Federal de Viçosa (UFV) continua rendendo bons resultados e reconhecimentos na área ambiental. Diversas pesquisas sobre restauração florestal, conservação hídrica e reabilitação ambiental foram temas de publicações científicas do mundo inteiro. “Nossa busca pela eficiência e o investimento contínuo em inovação tecnológica estão

Balança comercial: alumínio registra superávit no primeiro semestre de 2021

De acordo com a Associação Brasileira do Alumínio (ABAL), a balança comercial do setor no primeiro semestre de 2021 registrou superávit de US$ 623 milhões (valor FOB, sigla em inglês para designar o frete em que a responsabilidade pelo transporte da mercadoria é do cliente). O resultado positivo se deve, principalmente, às exportações de alumina

Rolar para cima