isa3 (1)

Constellium e Renault se unem no desenvolvimento de portas automotivas de alumínio

Com o projeto ISA3, Consórcio desenvolverá nova geração de portas automotivas de alumínio, mais leves, recicláveis em ciclo fechado e de menor custo

A Constellium e o Grupo Renault anunciaram parceria de trabalho em um projeto de pesquisa e desenvolvimento para soluções automotivas empregando o alumínio. O Consórcio ainda conta com a participação do ESI Group, do Institut de Soudure, e Universidade de Lorraine. 

O projeto será focado no design e desenvolvimento de portas automotivas de alumínio, as quais deverão ser 15% mais leves do que a geração atualmente disponível no mercado. Dentre os objetivos também se incluem processos que tornem a produção mais eficiente, reduzindo os atuais custos pela metade.

Batizado de ISA3 — acrônimo de Intégration de Solutions Aluminium pour Alléger les Automobiles (Soluções Integradas de Alumínio para a Redução de Peso dos Automóveis), o novo empreendimento conta com investimentos estimados em 7 milhões de euros, parcialmente financiados pelo Bpifrance, banco de investimento público francês. 

“Acreditamos que esse projeto alavancará a posição do alumínio no mercado automobilístico, uma vez que as fabricantes buscam reduzir as emissões de carbono e expandir a oferta de veículos elétricos”, declara Jack Clark, vice-presidente-sênior de Excelência de Manufatura e CTO da Constellium.

Segundo Clark, a parceria com um cliente estratégico como a Renault permitirá explorar uma série de soluções que possam ser aplicadas em grande faixa de veículos. 

“Nós precisamos diminuir o custo a cada kg que reduzimos no peso dos componentes automotivos, especialmente em relação às partes de alumínio. Isso é essencial para ampliarmos o uso desse metal no futuro e conseguir redução de peso ainda maior”, afirma Patrice Belliard, especialista de Produtos Laminados do Grupo Renault.

O objetivo mais amplo do ISA3 é intensificar a redução de peso dos veículos, acelerando a transição do aço para o alumínio, com o desenvolvimento de ligas e soluções que permitam a reciclagem de ciclo fechado.

Veja também:

Volkswagen inaugura centro de reciclagem de baterias de veículos elétricos

A Volkswagen inaugurou, no final de janeiro, sua primeira instalação para reciclagem de baterias de veículos elétricos em Salzgitter, na Alemanha. Na fase inicial, a planta terá capacidade para reciclar 3.600 sistemas de baterias por ano, o equivalente a, aproximadamente, 1.500 t.   É mais um passo no projeto que o grupo alemão vem desenvolvendo há

Alumobility quer fomentar uso do alumínio na indústria automobilística

Novelis e Constellium acabam de criar a Alumobility, organização sem fins lucrativos focada em oferecer às fabricantes de automóveis soluções inovadoras e prontas para serem implementadas, de modo a aumentar a adoção das chapas de alumínio automotivo.  O objetivo da Alumobility é ajudar a desenvolver veículos mais leves, seguros, sustentáveis e inteligentes. Isso se dará

Para a Anfavea, eletrificação de veículos depende de política nacional

Diferente do que acontece em alguns países do exterior, o Brasil ainda não entrou na chamada rota elétrica da indústria automobilística, quando a matriz que move os automóveis passa a ser elétrica e não à combustão. Segundo Luiz Carlos Moraes, presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), para que isso aconteça, é

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima