osd (4)

Ciclovia da Marginal do Pinheiros, em São Paulo, recebe mostra patrocinada pela Novelis

Exposição a céu aberto apresenta ao público obras baseadas nos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável estabelecidos pela ONU para um mundo melhor até 2030

A Novelis, líder mundial em laminados e reciclagem de alumínio, patrocina a exposição “17 ODS para um Mundo Melhor”, que exibe obras para os ciclistas que passarem pela ciclovia da Marginal do Rio Pinheiros, em São Paulo, até o dia 3 de setembro.

O projeto tem como objetivo gerar reflexão na população em prol de um mundo mais sustentável a partir dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) estabelecidos pela Organização das Nações Unidas (ONU). A iniciativa conta com idealização e realização da Toptrends.

“A sustentabilidade está no centro da estratégia do nosso negócio. Com a exposição ajudamos a incluir a população nesse debate, incentivando essa importante reflexão sobre qual o futuro que queremos deixar para as futuras gerações”, reflete Eunice Lima, diretora de Comunicação e Relações Governamentais da Novelis.

A mostra
São 17 globos terrestres distribuídos entre o trecho das estações Interlagos e Villa Lobos-Jaguaré da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).  Entre os atores estão renomados artistas, como Mundano, Beatriz de Carvalho, Fabiano Al Makul, Priscila Barbosa, MARAMGONÍ, Fernanda Eva, Pomb, os arquitetos Marcelo Stefanovicz e Consuelo Cornelsen, Giovanna Nucci, Binho Ribeiro e o coletivo SHN. Inspiradas pelo plano global da ONU, as peças suscitam questões sociais, ambientais e econômicas, pautadas pelas temáticas que englobam os 17 ODS, tais como educação de qualidade, redução das desigualdades, igualdade de gênero, fome zero, agricultura sustentável, acesso a água potável e saneamento.

Em 2015, líderes mundiais dos 193 estados-membros da ONU se reuniram para propor uma agenda de desenvolvimento sustentável. Foi elaborado um plano global composto por 17 objetivos e 169 metas para que esses países alcancem a sustentabilidade necessária, em todos os âmbitos, até 2030.

Esta é a terceira exibição da mostra ao público. A estreia foi no Memorial da América Latina, em São Paulo, e este ano, também passou pelos Jardins do BNDES, no Rio de Janeiro.

17 ODS para um Mundo Melhor
Data: Até 3 de setembro
Local: Ciclovia da Marginal do Rio Pinheiros, entre as estações Interlagos e Villa-Lobos-Jaguaré da CPTM
Gratuita
Site da exposição: www.17odsparaummundomelhor.com.br

Obras:

ODS 1 – Erradicação da Pobreza
Artistas: Coma Cost

ODS 2 – Fome Zero e Agricultura Sustentável
Artista: Alexandre Truff

ODS 3 – Saúde e Bem-Estar
Artista: Fabiano Al Makul

ODS 4 – Educação de Qualidade
Artista: Pomb

ODS 5 – Igualdade de Gênero
Artistas: Priscila Barbosa

ODS 6 – Água Potável e Saneamento
Artistas: Giovanna Nucci

ODS 7 – Energia Limpa e Acessível
Artista: Cris Campana

ODS 8 – Trabalho Decente e Crescimento Econômico
Artista: Beatriz de Carvalho

ODS 9 – Indústria, Inovação e Infraestrutura
Artista: Nando Zenari

ODS 10 – Redução das Desigualdades
Artista: Gabriele Rosa de Novaes

ODS 11 – Cidades e Comunidades Sustentáveis
Artista: MARAMGONÍ

ODS 12 – Consumo e Produção Responsáveis
Artista: Mundano

ODS 13 – Ação Contra a Mudança Global do Clima
Artista: Fernanda Eva

ODS 14 – Vida na Água
Artista: Binho Ribeiro

ODS 15 – Vida Terrestre
Artista: Clara Leff

ODS 16 – Paz, Justiça e Instituições Eficazes
Artista: Paola Lopes e Glauco Diogenes (GDS)

ODS 17 – Parcerias e Meios de Implementação
Artista: SHN

 

Veja também:

Projeto inspira jovens profissionais a ingressar no mercado do alumínio

No cenário atual de incertezas — também em decorrência da pandemia do novo coronavírus —, disseminar conhecimento, compartilhar experiências e dicas são primordiais para os estudantes de graduação e recém-formados se prepararem para o mercado de trabalho. Atenta a essa demanda e na busca constante pela aproximação com o meio acadêmico, a Associação Brasileira do

Reserva ambiental mantida pela CBA é destaque em Goiás

O Legado Verdes do Cerrado é uma reserva particular de desenvolvimento sustentável da Companhia Brasileira de Alumínio (CBA). Localizada em Niquelândia (GO), a área, de 32 mil ha, sendo 80% de cerrado nativo, administrada pela Reservas Votorantim – gestora de ativos ambientais do grupo – destaca-se pela conservação e nova economia integrada com atividades tradicionais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
Menu