Latinha

Centro de coleta da Novelis no RN alcança marca de 110 milhões de latinhas recicladas

Volume do empreendimento em Natal vem desde o início da operação, em outubro de 2019

A Novelis anunciou que já processou aproximadamente 110 milhões de latas usadas de bebidas nos primeiros seis meses de operação no seu centro de coleta de Natal. O espaço, inaugurado em outubro de 2019, tem capacidade de processamento de 600 t de latas de sucata de alumínio por mês.

Segundo a empresa, o empreendimento ampliou a atuação das atividades de reciclagem no Nordeste e possibilitou o aumento na compra de latas de bebidas usadas na região, gerando parcerias com as cooperativas locais e com pequenos e médios fornecedores de sucata.

“A lata é a embalagem para bebidas mais sustentável e a indústria tem um papel fundamental na conscientização sobre a importância da reciclagem: além de reduzir o fluxo de resíduos, gera milhares de empregos diretos e indiretos em toda a cadeia. A Novelis tem seu modelo de negócio baseado na economia circular e busca, com base em sua atuação, o aumento da relevância dessa atividade e fortalecimento do desempenho local”, afirma Alfredo Veiga, diretor de Suprimento de Metal da Novelis.

A Novelis conta hoje com 11 centros distribuídos pelo Brasil e planeja inaugurar novos espaços — em 2018, o índice de reciclagem de latas de alumínio no Brasil foi de 96,9%.

“Como maior recicladora de latas de alumínio do Brasil, a empresa compra o material coletado de forma contínua durante todo o ano. E isso é especialmente importante em momentos de incerteza como o atual”, destaca Veiga.

Veja também:

Minibomba de ar para bicicleta da TSW é fabricada com alumínio

Leve e prática, a minibomba de ar da marca TSW é de alumínio e tem acabamento anodizado. Além disso, possui manômetro de pressão, essencial para os ciclistas que curtem uma trilha ou estrada e precisam calibrar os pneus no meio do caminho com um produto resistente. De acordo com a fabricante, a pressão máxima de

Ball aprova metas para diminuir poluição na atmosfera

Alinhada com a transição para a economia de baixo carbono e o objetivo de restringir o aquecimento global, a Ball anunciou a aprovação da iniciativa Metas baseadas na Ciência, por meio do Science Based Targets Initiative (SBTi). Com isso, a empresa espera reduzir 55% das emissões absolutas de carbono nas operações e em 16% em sua

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
Menu