fotos_iatf

CBA recebe certificação IATF e reforça a qualidade de suas soluções para o setor automotivo

Chancela garante padrão dos produtos de alumínio desenvolvidos pela companhia para esse mercado

Conteúdo oferecido pela Companhia Brasileira de Alumínio (CBA), patrocinadora premium do portal Revista Alumínio

A Companhia Brasileira de Alumínio (CBA) conquistou a certificação da norma IATF 16.949:2016 (antiga ISO/TS 16949), voltada para os fornecedores da cadeia automotiva. Desenvolvido em parceria com montadoras de veículos, o selo endossa que a empresa mantém um Sistema de Gestão de Qualidade para projeto, produção, montagem, instalação e serviços no setor. Com a chancela, a CBA comprova o padrão das soluções de alumínio que serão utilizadas por montadoras de veículos.

A definição da qualidade também está relacionada à busca constante por soluções que proporcionem o melhor desempenho em automóveis, caminhões, ônibus e motos. Por desenvolver produtos de alta complexidade, o atendimento de critérios no processo fabril de terceiros é fundamental para a indústria automotiva. Qualquer peça com dimensões inadequadas pode gerar um recall, além de diversos outros prejuízos.

Com a certificação, a CBA dá mais um passo na estratégia de ser referência no fornecimento de soluções para esse segmento. A companhia ainda colabora para a implementação de réguas mais exigentes em auditorias e para a elevação dos padrões de qualidade demandados pelo mercado junto à cadeia do alumínio.

O metal vem ganhando espaço por ser mais leve que outras soluções utilizadas na produção de meios de transporte. Com isso, é possível reduzir as emissões de carbono, melhorar a autonomia e a performance dos veículos, inclusive os elétricos e híbridos, que devem ganhar cada vez mais espaço.

CBA
Desde 1955, a CBA produz alumínio de alta qualidade de forma integrada e sustentável. Com capacidade instalada para produzir 100% de energia vinda de hidroelétricas próprias, a CBA minera a bauxita, transforma em alumínio primário (lingotes, tarugos, vergalhões e placas) e produtos transformados (chapas, bobinas, folhas e perfis). Em estreita parceria com seus clientes, desenvolve soluções e serviços para os mercados de embalagens e de transportes, conferindo mais leveza, durabilidade e uma vida melhor.

Veja também:

Consumo de alumínio tem alta de 25,2% no 1º semestre de 2021

A pesquisa de mercado consolidada pela Associação Brasileira do Alumínio (ABAL) no primeiro semestre de 2021 revela que o consumo doméstico de produtos transformados cresceu 25,2% em relação ao mesmo período do ano passado. O volume total foi de 805 mil t, sendo 88% de origem nacional e o restante de importações. “O bom desempenho

Balança comercial: alumínio registra superávit no primeiro semestre de 2021

De acordo com a Associação Brasileira do Alumínio (ABAL), a balança comercial do setor no primeiro semestre de 2021 registrou superávit de US$ 623 milhões (valor FOB, sigla em inglês para designar o frete em que a responsabilidade pelo transporte da mercadoria é do cliente). O resultado positivo se deve, principalmente, às exportações de alumina

Novo IPad tem estrutura com alumínio 100% reciclado

Com foco no meio ambiente, os novos iPad e iPad mini têm estrutura com alumínio 100% reciclado e estão disponíveis nas cores prateado e cinza-espacial. Segundo a Apple, fabricante dos equipamentos, todos os modelos da linha contam com o metal. Atualmente, as operações corporativas globais da empresa são neutras em emissões de carbono. No entanto,

Rolar para cima