Área Experimental 3

CBA conquista novamente selo ouro no Programa Brasileiro GHG Protocol

Reconhecimento reforça a transparência da empresa na divulgação do inventário de GEE

Pela 4ª vez consecutiva, a Companhia Brasileira de Alumínio (CBA) recebeu o reconhecimento máximo no Programa Brasileiro GHG Protocol, a partir da publicação dos inventários de emissões de gases de efeito estufa (GEE).

A empresa realizou a verificação em todas as suas unidades, levando em consideração os escopos 1 e 2 (emissões diretas e emissões indiretas relacionadas ao consumo de energia elétrica) e o escopo 3 (emissões indiretas).

Atualmente, no processo de smelter da companhia são gerados 2,66 t CO2eq (toneladas de dióxido de carbono equivalente) para cada t de alumínio líquido produzida. De acordo com dados do International Aluminium Institute (IAI), globalmente esse processo gera 12 t CO2eq.

As emissões da CBA também são inferiores ao índice de 8 t CO2eq /t alumínio líquido, valor de referência estabelecido pela Aluminium Stewardship Initiative (ASI) – organização internacional que define padrões e melhores práticas para o desempenho de sustentabilidade na indústria do alumínio.

Em 2020, a empresa teve 13,3% de redução das emissões brutas diretas com relação a 2019 (somando os escopos 1 e 2), já considerando a aquisição da Unidade Itapissuma, em Pernambuco, para produção de folhas e chapas de alumínio. O resultado se deve, em parte, à instalação da caldeira à biomassa em substituição a dois equipamentos que funcionavam a partir da queima de óleo combustível ou gás natural, na Refinaria de Alumina, em Alumínio (SP).

“O selo legitima o nosso empenho genuíno, desde nossa origem, em gerar contribuições positivas para o meio ambiente e a sociedade. Seguimos investindo em tecnologia e inovação para produzir impacto socioambiental positivo. Nossa estratégia ESG e do negócio prevê o compromisso de, até 2030, garantir a oferta de alumínio de baixo carbono e de soluções sustentáveis em parceria com os nossos stakeholders, influenciando positivamente toda a cadeia de valor do alumínio”, declara Alexandre Vianna, diretor do Negócio de Produtos Primários da CBA.

Veja também:

Tekno Kroma recebe Troféu Transparência 2021

A Tekno Kroma, empresa que atua no mercado de revestimento de metais por meio do sistema de pintura coil coating, conquistou, pela 1ª vez, o Troféu Transparência 2021, concedido anualmente pela Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac) em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras (Fipecafi). “É o reconhecimento

CBA abre Centro de Soluções e Serviços no Rio Grande do Sul

A Companhia Brasileira de Alumínio (CBA) inaugurou seu Centro de Soluções e Serviços (CSS) em Caxias do Sul (RS), cidade que abriga importante polo industrial e de inovação da região. Com área de 900 m2, o espaço demandou investimento de R$ 3,2 milhões e será dedicado ao desenvolvimento de soluções de valor agregado, customizadas para as

“Norma mãe” da indústria de extrudados tem nova versão publicada

A Associação Brasileira do Alumínio (ABAL), supervisora e mantenedora do Comitê Brasileiro do Alumínio (CB-035), comunica a publicação da nova versão da ABNT NBR 8117:2021 — Alumínio e suas ligas – Arames, barras, perfis e tubos extrudados – Requisitos. O texto garante a qualidade dos produtos utilizados em diversas aplicações nos setores de construção civil, transportes e

Rolar para cima