20210524113912-img-0429

Carros elétricos serão usados pela Polícia Militar do Espírito Santo

Iniciativa faz parte de pesquisa sobre a viabilidade ambiental e econômica desses veículos

O governo do estado do Espírito Santo adquiriu dez carros elétricos do modelo Bolt, da Chevrolet, para realizar estudos em bases empíricas sobre mobilidade elétrica, possibilitando o desenvolvimento de políticas públicas.

O crescimento da frota de automóveis elétricos é um bom sinal para o setor do alumínio. A leveza e resistência do metal o tornam aptos para esse tipo de carro e podem impulsionar o consumo do material pelo segmento automotivo.

O projeto de pesquisa terá o custo de R$ 3,3 milhões, provenientes do Fundo Estadual de Ciência e Tecnologia do Espírito Santo (Funcitec), e envolve a parceria de várias instituições públicas e privadas. Outros R$ 1,5 milhão serão investidos pela EDP Smart na instalação e manutenção de dez eletropostos.

Na fase inicial, nove veículos ficarão sob responsabilidade da Polícia Militar do Espírito Santo (PMES) e irão compor a frota da patrulha escolar. O outro automóvel ficará à disposição da Casa Militar da Governadoria do Estado (CM).

“Adquirimos os carros e vamos utilizá-los durante 30 meses. São veículos mais caros, mas que têm um custo menor de manutenção, além de serem ecologicamente corretos. No final desse período, a pesquisa apresentará dados sobre o custo-benefício e eficiência no trabalho. Somos o primeiro estado a introduzir veículos elétricos na Polícia Militar. Escolhemos a patrulha escolar, pois são viaturas que rodam longos trechos durante o dia e podem nos dar dados precisos. Vários países já colocaram datas para o fim dos veículos à combustão e o Espírito Santo não pode ficar para trás”, explicou Renato Casagrande, governador capixaba.

Reginaldo Barbosa Nunes, coordenador do projeto e professor do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes), explica as vantagens e aplicações da pesquisa.

“Com o monitoramento da frota podemos construir modelos que vão avaliar e indicar ações futuras para o estabelecimento deste novo paradigma, tornando seu desenvolvimento viável e sustentável. Ações como a reestruturação da matriz energética para suprir o abastecimento da frota, a alocação de novos eletropostos e realocação dos existentes, geração da mão de obra especializada e capaz de alavancar negócios relacionados, além de criar subsídios para estruturação de políticas públicas para a expansão sustentável da mobilidade urbana”, disse.

Veja também:

Albras ocupa segunda posição no ranking nacional de comercialização da liga PFA

A Albras, subsidiária da multinacional norueguesa Hydro na produção de alumínio primário, tem se destacado no mercado de liga PFA (lingote com liga de silício), utilizada em larga escala pela indústria automotiva. Desde o lançamento do produto no seu portfólio, em 2019, a empresa ampliou em 100% a produção e já é a segunda maior

Mercedes-Benz lança o seu primeiro chassi de ônibus elétrico no Brasil

A Mercedes-Benz apresentou o seu primeiro chassi de ônibus elétrico no mercado brasileiro, denominado eO500U. A previsão é que o modelo esteja disponível em 2022. O eO500U foi desenvolvido pela equipe de engenharia brasileira da montadora e amplamente testado na Alemanha. Com rodas de alumínio, o modelo terá autonomia de até 250 km, a maior entre

BMW apresenta o iX, SUV 100% elétrico e com carroceria de alumínio

O BMW iX, utilitário-esportivo que será vendido a partir de novembro nos principais mercados mundiais, é o primeiro modelo a utilizar a nova plataforma modular destinada a carros elétricos da montadora alemã. E, dessa forma, é o primeiro carro desenvolvido pela marca nascido de um projeto pensado como 100% elétrico desde os rascunhos iniciais.  Em

Rolar para cima