AdobeStock_178279776

Campinas proíbe copos e garrafas de vidro nos blocos de carnaval

Decreto municipal define as regras gerais para organização do evento

Para garantir a segurança e a integridade física dos foliões durante o carnaval, a prefeitura de Campinas (SP) traz uma série de orientações para a realização do evento, por meio do Decreto nº 20.727, publicado no dia 11 de fevereiro.

Segundo a legislação, fica proibida a entrada de copos ou garrafas de vidro, com bebidas alcoólicas ou não alcoólicas, nos blocos de  carnaval, sendo impedido o consumo e o comércio em um raio de 500 metros dos desfiles, no período de seis horas antes do início e seis horas após o encerramento. Caso seja descumprida a lei, haverá a suspensão do comércio e o descarte dos produtos.

As latinhas de alumínio, que embalam todo tipo de bebida, estão liberadas.

Veja também:

Linha Native One de café expresso ganha novas cápsulas de alumínio

A Native renovou a linha de café expresso orgânico Native One e oferece agora cápsulas de alumínio 100% recicláveis, com cores que diferenciam o sabor das intensidades disponíveis. Os produtos também receberam embalagens herméticas, as quais, segundo a fabricante, garantem a qualidade e as características do café durante todo o período de validade (shelf life).

Cresce a demanda por embalagens de alumínio em meio à pandemia

O consumidor brasileiro mudou os hábitos diante da pandemia do novo coronavírus. Por permanecer mais tempo dentro de casa, tem optado por produtos com maior prazo de validade, refeições via delivery e a compra de bebidas em lata, segmentos atendidos pelo setor de embalagens de alumínio. Fernando Wongtschowski, gerente sênior de Estratégia e Marketing da

Fabricantes de latas de alumínio doam cestas básicas para catadores

A Associação Brasileira dos Fabricantes de Latas de Alumínio (Abralatas) vai realizar ao longo de três meses, uma ação humanitária para doar mais de 4.500 cestas básicas a cerca de 5 mil catadores de materiais recicláveis, entre autônomos e cooperados, que tiveram a renda comprometida por causa da pandemia. Esses profissionais representam 63 cooperativas espalhadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
Menu