car-body-954 (2)

Alumobility quer fomentar uso do alumínio na indústria automobilística

Organização recém-criada pela Novelis e Constellium tem por objetivo aumentar a adoção de chapas automotivas de alumínio

Novelis e Constellium acabam de criar a Alumobility, organização sem fins lucrativos focada em oferecer às fabricantes de automóveis soluções inovadoras e prontas para serem implementadas, de modo a aumentar a adoção das chapas de alumínio automotivo. 

O objetivo da Alumobility é ajudar a desenvolver veículos mais leves, seguros, sustentáveis e inteligentes. Isso se dará por meio de projetos de colaboração técnica e parcerias com fabricantes globais de automóveis. Todo trabalho resultante estará disponível mediante solicitação. 

De acordo com o comunicado de lançamento, a Alumobility já desenvolveu estudos técnicos que encaminham a próxima geração de portas de alumínio e uma coluna “B” estrutural inteiramente feita com o metal.

“A Alumobility é uma colaboração que visa a inovar e demonstrar as vantagens das chapas de alumínio em aplicações de carrocerias veiculares. Nossa abordagem de ecossistema global está focada em ações para alavancar as melhores mentes de nossa indústria para apoiar os fabricantes e fornecer mobilidade habilitada para alumínio”, declara Pierre Labat, presidente da Alumobility e vice-presidente Global Automotivo da Novelis.

De acordo com a Alumobility, as soluções de design desenvolvidas ressaltam que o alumínio pode competir com outros materiais em veículos de produção em massa, com um custo atraente para os fabricantes.

“O alumínio oferece a promessa de um futuro de mobilidade mais forte, colaborativo e sustentável. O trabalho técnico da Alumobility irá reforçar o papel vital do metal, especialmente para veículos elétricos, além de aumentar a reciclagem e reduzir as emissões de carbono ao longo do ciclo de vida”, explica Jack Clark, vice-presidente de Alumobility e vice-presidente-sênior de fabricação e diretor técnico da Constellium.

A Alumobility está aberta a novas associadas com experiência em produtos a jusante, como junção, conformação e outros processos de fabricação especializados – empresas que possam contribuir para aumentar a adoção das chapas de alumínio nas carrocerias automotivas.

Delas serão exigidos conhecimentos técnicos únicos e apoio em iniciativas de marketing, sem o compartilhamento de recursos comerciais ou produtivos.

“A oportunidade de liderar a Alumobility e demonstrar que o alumínio é o material-chave não apenas para a redução de peso, mas também para aplicações de alta resistência, eletrificação e um futuro de mobilidade mais sustentável é um capítulo emocionante para mim pessoalmente, assim como para a nossa indústria”, testemunha Mark White, diretor-executivo da Alumobility.

White possui mais de 30 anos de experiência na indústria automotiva, a maior parte dela na Jaguar Land Rover, onde liderou diversas iniciativas com foco em redução de peso com a aplicação de materiais leves.

Veja também:

Volkswagen inaugura centro de reciclagem de baterias de veículos elétricos

A Volkswagen inaugurou, no final de janeiro, sua primeira instalação para reciclagem de baterias de veículos elétricos em Salzgitter, na Alemanha. Na fase inicial, a planta terá capacidade para reciclar 3.600 sistemas de baterias por ano, o equivalente a, aproximadamente, 1.500 t.   É mais um passo no projeto que o grupo alemão vem desenvolvendo há

Para a Anfavea, eletrificação de veículos depende de política nacional

Diferente do que acontece em alguns países do exterior, o Brasil ainda não entrou na chamada rota elétrica da indústria automobilística, quando a matriz que move os automóveis passa a ser elétrica e não à combustão. Segundo Luiz Carlos Moraes, presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), para que isso aconteça, é

Grupo BMW adquire alumínio produzido com energia solar

O Grupo BMW fechou um contrato com a Emirates Global Aluminium (EGA) – uma das maiores fornecedoras de ligas de fundição para a indústria automotiva – para adquirir cerca de 43 mil t de alumínio em 2021, produzido a partir de energia solar gerada no deserto do Oriente Médio. A EGA já é fornecedora da

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima