Vergalhões de Alumínio produzidos em Barcarena, no Pará (1)

Alubar investe em sensores para monitoramento online nos laminadores

Tecnologia aumenta a segurança e prevê e evita falhas técnicas nas máquinas

A Alubar – fabricante de cabos elétricos e vergalhões de alumínio – adotou sensores de monitoramento online nos laminadores para adaptá-los ao conceito de Internet das Coisas (IoT) e ao modelo de Indústria 4.0. O objetivo é facilitar a manutenção preditiva das máquinas da unidade de Barcarena (PA).

Os laminadores são utilizados para transformar o alumínio primário em vergalhões e suas ligas. Os sensores conectados à Internet aumentam a segurança ao coletar e transmitir automaticamente dados sobre a vibração e temperatura dos cabeçotes e motores.

Os técnicos de manutenção recebem essas informações em tempo real e conseguem identificar eventuais desvios e consertá-los antes que aconteçam falhas. Antes da nova tecnologia, as informações eram coletadas manualmente, em um processo que exigia a presença física dos profissionais nas máquinas.

Além da segurança, os sensores proporcionam menor tempo de parada, maior produtividade e menor custo.

“Esse monitoramento evita problemas como quebra mecânica, folga e temperatura alta. Agora recebo as informações por e-mail ou SMS e tenho até seis horas por dia para análise e ação”, explica Luís Silva, técnico de Manutenção Preditiva.

A partir desta experiência positiva, a Alubar já estuda a possibilidade de replicar a solução em outras máquinas e unidades.

Veja também:

Tekno Kroma recebe Troféu Transparência 2021

A Tekno Kroma, empresa que atua no mercado de revestimento de metais por meio do sistema de pintura coil coating, conquistou, pela 1ª vez, o Troféu Transparência 2021, concedido anualmente pela Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac) em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras (Fipecafi). “É o reconhecimento

CBA abre Centro de Soluções e Serviços no Rio Grande do Sul

A Companhia Brasileira de Alumínio (CBA) inaugurou seu Centro de Soluções e Serviços (CSS) em Caxias do Sul (RS), cidade que abriga importante polo industrial e de inovação da região. Com área de 900 m2, o espaço demandou investimento de R$ 3,2 milhões e será dedicado ao desenvolvimento de soluções de valor agregado, customizadas para as

“Norma mãe” da indústria de extrudados tem nova versão publicada

A Associação Brasileira do Alumínio (ABAL), supervisora e mantenedora do Comitê Brasileiro do Alumínio (CB-035), comunica a publicação da nova versão da ABNT NBR 8117:2021 — Alumínio e suas ligas – Arames, barras, perfis e tubos extrudados – Requisitos. O texto garante a qualidade dos produtos utilizados em diversas aplicações nos setores de construção civil, transportes e

Rolar para cima